დ As páginas de um crime დ
14

დ As páginas de um crime დ Capítulo 51

🇫🇷Mudança de planos ✒️ PT 3.

Publicado em 14/10/2021

Penúltima parte de um dia cheio na escola, e já vou avisando, esse capítulo tem informações Extremamente importantes! Se você tem alguma teoria, tente ligar as coisas, se não funcionar, você está errado!

💜☕🇫🇷

Continua depois da publicidade

Cena 1

Imagem da cena

Anteriormente:

*Sinal*

Jean-Bom, o sinal tocou, todos para o intervalo!

Todos se retiravam da sala.

.



Jean-Menos você, Mael, você fica!

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 2

Imagem da cena

~Diário criminal; Dia 20: "Mudança de planos Pt 3;"~

Joseph On~

Joseph-Pois é crianças, o sinal tocou, é hora do lanchinho!

As crianças ficaram chateadas no começo, pois a história não estava completa, mas logo o cheiro do leite com biscoitos que vinha da direção do pátio infantil às animaram.

Joseph:"Lanchinho"? Quem diria!

Comento sarcástico.

Victor-Não se esqueça que estamos lidando com crianças!

Se justificou.

Victor: Agora eu quero todos fazendo um trenzinho até o pátio, rápido, todos de mãos dadas!
Joseph-E cantem também, ou a "tia da merenda" vai dar uma bronca em vocês!

As crianças riam de meu comentário enquanto Victor me olhava irritado.

Joseph-Qual é, você até que fica "bonitinha" de avental!

Dou um tapinha em seu traseiro.

Victor-Seu filho de uma...

_____________________________________
*Alguns minutos limpando a sala*

Joseph-Estou exausto.

Me sentei em uma das cadeiras.

Victor-Não acha que esquecemos de algo?
Joseph-É mesmo, a criança...
Victor-A Lola vai voltar junto com a turma e a gente não conseguiu conversar com ela...
Joseph-Não tem problema, posso chamar ela aqui...
Victor- Só que teremos que conversar com ela no pátio de qualquer forma...
Joseph-Porque?
Victor-Você não acha nem um pouco suspeitos dois homens adultos querendo conversar com uma criança na sala? Pelo bem da lei vamos ter que fazer isso na frente de outros professores... Mas como deixar isso menos suspeito?
Joseph-Podemos, sei lá, eu encontro ela e você conversa, assim fica mais fácil de acreditar que ela se comportou mal na sala e esse é o motivo da conversa...
Victor-Tudo bem, eu converso e gravo tudo, e você faz oque?!
Joseph-Cuido do resto da turma no pátio!
Victor-Parece justo!

Disse me entregando sua flanela.

Victor-Enfim, terminamos!

Suspiramos orgulhosos vendo o resultado da sala extremamente limpa.

Victor-Vou beber um café na secretaria, se quiser chamar ela pra conversar lá eu agradeço.

Se retirou me deixando sozinho.

Joseph-Vamos em busca da Lola!

Continua depois da publicidade
  • S/n On

Cena 3

Imagem da cena

S/n on~

-O sinal tocou crianças, podem sair para o intervalo!

As mesmas obedeceram e se retiraram.

-Hugo, você pode ficar por favor?
Hugo-Sim... Eu fiz alguma coisa de errado?
-Não, você não fez nada, eu só... Precisamos conversar sobre algo... Sente-se por favor!

O mesmo sentou na cadeira á minha frente.

-Eu... Fiquei sabendo que você mora no hotel mais próximo desta região, o...
Hugo-Hotel onde uma senhora morreu, sim, porque?
-Como tem sido sua vida no mesmo desde esse acidente?
Hugo-Não sei se posso falar sobre isso...
-Tudo bem, você pode confiar em mim!
Hugo-Eu não sei, meus pais dizem que não posso confiar em ninguém, principalmente naquele velho.
-Hector? Hugo, porque você não pode confiar no Hector?
Hugo-Eu não sei, meus pais nunca me disseram, acho que eles acham que ele é o culpado pela morta daquela senhora!
-Você já viu, ou ouviu algo dele?
Hugo-Já, muitas vezes, ele é muito ranzinza conosco, parece que ele odeia crianças!
-Você notou algo suspeito nos últimos dias?
Hugo-Tem uma senhora que sempre está visitando ele, todas as noites eu vejo ela bater na porta pela fresta da minha, você acha que ela pode ser o fantasma da senhora?!
-Hum.... Eu não sei dizer ao certo, vamos mudar de assunto, você consegue me dizer como ela era? O cabelo ou algo assim?
Hugo-Infelizmente não, ela sempre está vestida com uma capa impossível de ver nada. Só sei que é uma senhora porque uma vez, o velho abriu a porta dizendo "olá querida" ou algo assim, eu não faço idéia de mais nada...
-Eu seus pais? Você está seguro com seus pais?
Hugo-Eu sei que eles parecem estranhos, mas eles só estão assim por causa da morte daquela senhora.
-Estão assustados?
Hugo-Muito, eles não nos deixam conversar com outras pessoas por medo de acontecer algo com a gente, eles nos disseram que o velho era perigoso, disseram que foi ele quem matou aquela senhora, mas eu não sei de nada, só obedecemos...
-Hugo, tudo oque você disse foi de extrema importância, obrigada por falar comigo!
Hugo-Não tem de que, Detetive!

O mesmo mandou uma piscadela antes de sair.

-Ele se lembra se mim?!

Digo sorrindo sozinha.

Continua depois da publicidade
  • Jean On~

Cena 4

Imagem da cena

Jean On~

Jean- Mael, oque você tem visto naquele hotel para te assustar tanto?

Pergunto Me aproximando do mesmo, que por suas vez, se afastava na direção oposta.

Mael-Assustado? Eu não estou assustado...

Respondeu gaguejando.

Jean-Você Realmente acredita em suas próprias palavras?!

Começo a falar em um tom mais sério.

Jean- Está será sua única chance de contar a alguém oque você viu, já que aparentemente seus pais não irão te ouvir!

Estou fugindo do método infantil, acho que Mael sabe tanto quanto eu que ele não é como as outras crianças, ele sabe oque diz e viu algo que o deixou perplexo, brincadeiras e voltas não irão funcionar, ele me entende, assim como eu entendo ele...

Jean-Mael, estou te dando uma grande responsabilidade em suas mãos, você terá a chance de salvar o nosso hotel e os moradores com suas informações, talvez até sua própria família. Faça isso por eles, ou prefere continuar guardando tudo pra você? E eu te garanto, por experiência própria, que isso não vai melhorar as coisas, muito pelo contrário, te transformará um dia em um adulto desprezível com muitos traumas de infância.

O mesmo para de dar passos para trás e começa a refletir de cabeça baixa.

Jean-Você pode contar pra mim, eu sou a única pessoa que pode te ajudar agora!

...Tudo depende de você...

Mael-Tudo bem, eu vou contar tudo oque sei...

O mesmo se senta na cadeira mais próxima.

Mael-Você quer alguma ordem específica?
Jean-Comece do início, por favor!

O mesmo suspirou e começou a falar.

Mael-Nossa vida no prédio sempre foi muito normal, meus pais sempre tiveram um alto nível de precaução com a gente, mas era no nível... Normal para pais presentes? Eu ia sozinho até a escola, as vezes também levava meus irmãos, eles sempre confiaram na nossa pequena vizinhança. Até que o assassinato aconteceu... Nós ficamos sabendo algum tempo depois, eu só me lembro de estar me preparando pra dormir, Lola e Hugo estavam escovando os dentes e meu pai estava cansado de tanto trabalhar, minha mãe lavava a louça e se preparava para levar Lola para a cama, uma noite normal... Até que absolutamente do nada, uma sirene começou a tocar...

Continua depois da publicidade
  • Flashback On~

Cena 5

Imagem da cena

Mãe-Que barulho é esse???
Hugo-Mael, vem aqui!!!

Hugo me chamou para olhar algo pela janela, e pra nossa surpresa, tinham policiais, ambulâncias, e alguns oficiais de preto do lado de fora do hotel.

Pai-Oque está acontecendo???

Disse atrás de nós observando tudo.

Mãe-Espero que seja só um treinamento...

Foi quando um policial entrou em nossa casa, acompanhado de um homem sem farda.

Polícial-Por favor, preciso que se retirem do hotel, o mesmo não está nas melhores condições de segurança agora!

Disse vasculhando nossa casa.

Pai-Poderiam ao menos nos dizer oque ocorreu???
???-Não temos tempo, "ele" ainda pode estar aqui!

O mesmo levou Hugo nos braços enquanto meu pai me guiava preocupado e minha mãe abraçava Lola assustada, a mesma ainda estava em seu colo.

Eu me lembro que o policial ficou revirando a casa a procura de algo, enquanto muitos polícias retiravam os moradores do hotel as pressas, o homem que nos guiava corria pelos corredores, eu só me lembro do mesmo ter comentado que o senhor Hector não abria a porta de jeito nenhum, nós até ficamos preocupados com o mesmo.

Porém, ao chegar do lado de fora, o aparentemente "policial não fardado" entrou novamente no hotel para ajudar outras pessoas, aquilo parecia um grande incêndio, já tinham até jornalistas capturando o momento, estava tudo tão confuso, aconteceu tão rápido...
E como estava preocupado, fiquei esperando o senhor Hector sair do prédio... Mas ele nunca saiu...
Oque nos fez desconfiar que ele talvez nunca esteve em seu quarto naquele dia...
O próprio polícial que nos levou disse que não conseguiu o encontrar, o hotel estava uma bagunça só.
Depois disso, lembro de ver uma moça discutindo com um senhor na frente do prédio, era a S/n, eu me lembro dela...

Continua depois da publicidade
  • Flashback Off~

Cena 6

Imagem da cena

Jean-Espere... São muitas informações, e ainda mais perguntas!

Mael ainda refletia sobre oque viu.

Jean-Porque Hector não estava no hotel; Porque começou agir de forma suspeita; Porque S/n já estava lá fora; Porque não chegou perto de Leonor E quem era o "policial não fardado"?
Mael-Eu gostaria de poder responder essas perguntas...
Jean-Você pode me ajudar a achar uma das respostas, como era o policial?
Mael-Eu não me lembro muito bem... Ele usava um sobretudo até os pés, seus cabelos tinham um tom entre castanho e preto e me lembro de sua voz mais grave... Acho que já o vi antes ou depois do incidente...

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 7

Imagem da cena

Hugo me disse que viu o mesmo saindo do quarto 175, o quarto do monstro que Hugo criou.
S/n já falou sobre esse quarto com a gente, e disse que conhece o "monstro"...

Jean-Era o Joseph???
Mael-Sei lá... Espera, acho que já vi ele com ela, ele não faz parte daquele grupo de "agentes" do andar de baixo?
Jean-Sim, como você não o reconheceu antes?!
Mael-Meus pais não nos deixam mais ir para outros andares, eu só o vi saindo de costas com ela uma vez, e estava sem sobretudo...
Jean-Isso faz bastante sentido, Joseph disse que foi contratado pelo prédio, mas não faz sentido a S/n não ter visto ele... Ela realmente não foi chamada por polícias então...
Mael-Eu não sei...
Jean-Claro, me desculpe...

Me afastei do mesmo.

Jean-Obrigada Mael, obrigada por contar tudo sobre o dia. Eu irei resolver estás questões, e se isso te tranquilizar, te manterei a parte sobre as respostas!

O mesmo se levantou enquanto me movi até a mesa.

Mael-Obrigada professor...

Jean-Jean, Detetive Jean, inclusive...

Peguei um mini rádio em cima da mesa.

Jean-Fica com você, sempre que tiver informações me ligue, e não conte nada a seus pais por enquanto, você dará um ótimo Detetive.

O mesmo me agradeceu, me abraçou um pouco tímido e se retirou da sala, aproveitando assim o seu intervalo.

Jean-Eu amo meu trabalho!

Termino de guardar o material didático e desço até a sala de professores para tomar um café.

Continua depois da publicidade
  • Joseph On~

Cena 8

Imagem da cena

Joseph On~

Fui até o pátio infantil a procura de Lola,
mas a mesma não estava sozinha.

Joseph-Com licença...

Disse para a senhora que tomava conta das crianças.

Joseph-O professor Victor precisa dar uma palavrinha com a Lola na secretaria, a mesma tem dado um pouquinho de trabalho...

E isso não é mentira, na verdade, a sala inteira precisava de uma palavrinha com a diretora!

???-Tudo bem, Lola, seu professor está te chamando!

A mesma pegou em minha mão e fomos á caminho da secretaria.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 9

Imagem da cena

Joseph-Já estamos chegando...

Disse olhando para baixo para me certificar que não assustei a garotinha.

E andando mais um pouco, chegamos ao corredor da secretaria.

Joseph-Muito bem, chegamos!

Disse a mesma onde ficava a sala e logo fui tomar meu café na sala de professores.

Continua depois da publicidade
  • Victor On~

Cena 10

Imagem da cena

Victor On~

Foi bem rápido, Lola entrou na sala sozinha, e não vi o Joseph, espero que esteja realmente cuidando das crianças no pátio!

Victor-Pode se sentar aqui!

Afofei a almofada a cima da cadeira ao meu lado.
Mas a mesma continuou parada no mesmo lugar, ela deve ser tímida... Na sala ela não parecia nem um pouco!

Victor-Pode se sentar, eu não vou te dar uma bronca...

Ainda com timidez a mesma obedeceu.

Victor-Tudo oque está acontecendo aqui agora é tipo uma "entrevista", ok?
Lola-...
Victor-Apenas responda as perguntinhas que vou fazer!

A mesma balançou a cabeça como confirmação.

Victor-Primeiramente.. você sabe falar?
Lola-Sei...
Victor-Perfeito, assim eu não pareço um maluco fazendo sinais e expressões, próxima pergunta, aonde você mora?

Só pra testar se ela vai falar a verdade mesmo.

Lola-Aqui perto, em um prédio grande!
Victor-Esse prédio tem uma fachada brilhante?
Lola-Não sei oque é isso...

É mais difícil do que parecia...

Victor-Tudo bem, vamos tentar outra coisa... Quem são seus pais?
Lola-Meu pai e minha mãe...

Como esperado, ela não sabe o nome deles...

Victor-Eles são legais?
Lola-Sim, menos quando brigam comigo!
Victor-(risos) É justo!

Puxei uma folha da minha prancheta e lhe dei uma caneta.

Victor-Oque acha de desenhar sua casa?
Lola-Eu quero!

A garotinha não pensou duas vezes e começou a rabiscar com a caneta.

Victor-Terminou?
Lola-Eu ainda não pintei!
Victor-Não será necessário.

Peguei o desenho da mão da mesma, de fato ela não estava mentindo, o desenho era péssimo, mas se você usar um pouco de imaginação, dá pra dizer que é igual o hotel.

Victor-Você desenha bem!
Lola-Obrigada...
Victor-Quem são esses?

A mesma desenhou sua família na frente do "prédio grande".
(Pareciam batatas, mas nós relevamos).


Lola-Meu pai, minha mãe, eu, o Hugo e o Mael.
Victor-Interessante... Porque riscou o rosto dos seus pais?
Lola-Porque ultimamente eles não tem se comportado muito bem.
Victor-Oque fizeram de errado?
Lola-Eles não me deixam mais sair, e ficam nos assustando dizendo que o velho Hector é um monstro!
Victor-Eles realmente não se comportaram bem... Porque eles fizeram isso?
Lola-Eu não sei, mas estão chatos desde o dia barulhento!
Victor-E oque é "dia barulhento"?
Lola-Você faz perguntinhas demais, minha mãe diz que isso é feio!

É sério isso??

Victor-Tudo bem, sem perguntinhas, então eu vou contar uma história...

Continua depois da publicidade
  • História pra boi dormir On~

Cena 11

Imagem da cena

Era uma vez uma princesa chamada Lola, a mesma odiava perguntas, porque sua mãe não deixava ela responder!
A mãe dela dizia que não se deve conversar com estranhos, embora ela estivesse ouvindo essa história de um...

Lola um dia, conheceu um cavalheiro muito bonito e charmoso chamado Victor.

Lola-É você?
Victor-Quem mais séria?!

Então o cavalheiro começou a perguntar, e perguntou, e perguntou, e perguntou.
Mas Lola ficou cansada de responder e deixou o cavalheiro falando.

Então o cavalheiro Victor subiu em seu tapete mágico e vôou até o deserto.

Lola-Mas o tapete mágico é do Aladin!
Victor-Mas o Victor casou com o Aladin e ficou com o tapete!
Lola-Mas o Aladin é casado com a Jasmine!
Victor-Não mas!
Lola-Porque???
Victor-Não sei, sua mãe nunca te ensinou que fazer perguntinhas demais é feio?!
Lola-EU disse isso!
Victor-E EU estou te imitando!
Lola-Conta logo!
Victor-Então me conta sobre seus pais! E depois te conto sobre o divórcio do Aladin!
Lola-Tá bom...

Continua depois da publicidade
  • História Off~

Cena 12

Imagem da cena

Lola-Meu pai e minha mãe ultimamente tem brigado bastante, e estão descontando em nós. Nós não podemos sair mais, e também não deixam a gente conversar ou falar sobre isso, eles acusam o velhinho de ser um monstro horrível que matou alguém e eu até fiquei de castigo por conversar com aquela moça...
Victor-S/n?
Lola-Não, outra moça, eu não sei o nome dela, só sei que uma moça ligou para mina casa, ela perguntou sobre essa "S/n", e eu disse o número da casa dela depois de perguntar ao Mael, a moça desligou depois.
Isso aconteceu antes do barulho de ambulância!
Victor-Foi um dia depois ou minutos antes?
Lola-Eu não sei nem oque eu comi ontem...
Victor-Perfeito, obrigada por colaborar!

Levantei e caminhei até a porta, já era a hora de voltar a sala de aula.

Lola-Mas oque aconteceu com o Aladin???


.





Victor-Eles continuam juntos e o cavaleiro pegou o tapete emprestado.
Lola-Seu mentiroso!
Victor-Culpa a sua mãe que não te ensinou que confiar nos outros é burrice!


Peguei a mesma no colo e a levei comigo pra sala, pois até subir todas as escadas, o sinal iria tocar e Joseph estaria a minha espera, junto com o resto da sala.

(Última continuação...)

Continua depois da publicidade
Gostou do capítulo?

Continua no próximo capítulo

13 de Outubro.

Imaginem ser Além das fronteiras;
Ser incompreendido;
Ser Diferente;
O ser que não se contenta com a realidade e simplicidade;
Que cria novos mundos de diversidade;
Sem limites, sem distrações... Ou melhor, distração é seu sobrenome!
O ser que vive em outro mundo, mundos melhores ao seu ver e que comanda os mesmos;
O ser que compartilha o fruto de sua imaginação com outras pessoas, e que sente prazer em fazer isso.
Ser literalmente um livro aberto;
Ser qualquer coisa há qualquer hora e lugar;
Isso, é ser escritor.

HevelynG~


13 de Outubro;
Feliz dia do Escritor! 💜📔✒️

- HevelynG
Não perca o próximo capítulo!

HevelynG ainda não publicou o próximo capítulo.


Adicione à sua biblioteca para ser notificado(a) de novas publicações!

Anterior
O que você achou deste capítulo?
HevelynG

HevelynG Demorei mas voltei com um capítulo enorme 💜🛐

14/10/21 4 ResponderMais
Paula 🦋✨

Paula 🦋✨ Deixa eu facilitar pra tu, Jean, o policial não fardado é o Joseph, sacou?!

14/10/21 2 ResponderMais
Paula 🦋✨

Paula 🦋✨ Por favor, alguém mata o Hector logo?
EU SEMPRE FALEI QUE ELE ERA PEDAÇO DE MAL CAMINHO
Ele ajudou a moça na época? Ajudou
Mas isso conta agora? Não conta
Ele tá junto dos caras de doparam o Louis, escreve isso aí
CLEITINHO, ANOTA ISSO!!

14/10/21 2 ResponderMais
𝐌𝐫𝐬. 𝐌𝐚𝐧𝐝𝐲 ʕ·ᴥ·ʔ

𝐌𝐫𝐬. 𝐌𝐚𝐧𝐝𝐲 ʕ·ᴥ·ʔ Feliz dia do escritor, minha yag favorita! 😎💛

Joseph: "um tapa na gostosa" 😳

Cara, Victor e Alladin?! Sempre suspeitei... 🙄

Criei tantas teorias com esse capítulo... Vou escrever um texto e te mandar depois kjkbjb

Está incrível, Hev ;)
Tenha uma ótima noite! 💛☕

14/10/21 2 ResponderMais
RebeKa

RebeKa Feliz dia do escritor amore!💛
Okay...tenho muito o que dizer sobre esse capítulo!

3...2...1...

Mano o Joseph é muito babaca kjkkkk eu fiquei igual o Victor: Mas que po*ra é essa?!
Calma Jean! Tava assustando o garoto, vai com calma amorzinho🤠
Ah cara ignorando o fato do Jean ter um rádio comunicador na mesa, adorei que Mael foi sincero e vai estar "participando"!

Victor: Espero que Joseph esteja cuidando das crianças...
Joseph: -Uau Marlene *tomando café* sério que o pai da criança surtou? Conte mais.

A história----
Nossa ljkkkk tipo Victor deixando a menina com traumas😳

14/10/21 2 ResponderMais
Paula 🦋✨

Paula 🦋✨ Victor perguntando se ela sabe falar KJKJKKJ
Victor na narração: "O desenho era péssimo", "pareciam batatas"
Victor falando: "Você desenha muito bem!"

Hevelyn, você tem muita cara de Victor... Casado com o Aladin...

14/10/21 2 ResponderMais
Paula 🦋✨

Paula 🦋✨ Sn: *fingindo ser uma professora em treinamento
Hugo: *conta tudo*
Sn- *😎😎*
Hugo: "Não tem de que, detetive!"
Sn- 🤡

14/10/21 2 ResponderMais
Paula 🦋✨

Paula 🦋✨ Gente?!
O Jean vai torturar o menino, é isso?
Realmente, dessa forma vai crescer traumatizado
Imagina se ele tivesse ficado com a Lola...

14/10/21 1 ResponderMais
RebeKa

RebeKa Assunto sério por aqui!

Mano é lógico que o Hector está envolvido!
Hum...provavelmente essa mulher seria Eleonor.
Não sei o que pensar...está tudo muito estranho! E todas as pistas apontam para o monstro Hector...
Vou ter que reler pra poder criar umuma teoria completa!

14/10/21 1 ResponderMais
RebeKa

RebeKa Tá perfeito Hevelyn! Você nunca decepciona!💛💛

14/10/21 1 ResponderMais
Cancelar