Mazum

Mazum

188
Eu odeio você
16

Eu odeio você Capítulo 75

Eu odeio você- 3 temporada- cap 13

Olá, curtam e comentem para que assim a webfic ganhe mais visibilidade, agora fiquem com o capítulo❤

Continua depois da publicidade

Cena 1

Davi: ela já vai chegar viu?
Ela só ficava chorando, e eu ficava cada vez mais preocupado, principalmente por não saber o que estava acontecendo
.............
Clara: oi, Davi, se quiser pode ir pra sua casa meu bem
Davi: eu não posso ir junto?
Clara: pode, a escolha é sua, só avisa a sua mãe ta?
Davi: beleza
Clara: vem Aly
Eu e a Aly ficamos no banco de trás enquanto a Clara ia dirigindo
*ligação on*
Davi: oi mãe
Valentina: oi Davi, tudo certo?
Davi: então, a Aly ta passando mal e a Clara está levando ela pro hospital, eu quero ir junto, tudo bem?
Valentina: tudo, qualquer coisa me avisa pra eu te buscar, e melhoras pra Aly
Davi: ta bom, tchau
Valentina: tchau, se cuida
*ligação off*

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 2

Assim que chegamos no hospital os médicos já foram tratando dela, mas eu e a Clara tivemos que ficar aguardando
Davi: Clara, o que ta acontecendo com ela?
Clara: pera aí, ela não te contou?
Davi: contou o que?
Clara: ai caramba, eu sabia (diz suspirando), eu tinha falado pra ela te contar, mas ela não falou nada
Eu fiquei olhando pra ela buscando por uma resposta
Clara: você não vai gostar muito do que eu vou te falar, dois meses atrás nós descobrimos que a Alyssa tem uma doença rara e grave, no começo estava tudo indo bem na verdade, mas foi piorando cada vez mais, ela está tomando medicamentos pesados todos os dias, o problema é que nem os médicos sabem se tem uma cura pra essa doença, Davi, a gente não sabe qual vai ser o último dia de vida dela (diz chorando)
Meu coração ficou cada vez mais apertado, eu não pude acreditar no que estava acontecendo, não queria preocupar a Clara mas realmente alguns comportamentos dela tinham mudado, ela não tinha mais ânimo pra fazer as coisas que mais gostava, estava comendo menos, e é claro que aquilo me deixava angustiado, eu perguntava o tempo todo se alguma coisa estava acontecendo, mas ela nunca falava pra mim, e agora eu entendo, entendo mesmo, mas essa com certeza é a pior notícia que eu poderia ter recebido
A Clara não sabia o que dizer, mas com razão, então as vezes olhava pra mim com a intenção de me acalmar, mas acredito que nem eu nem ela saberiamos como lidar com tudo aquilo
.................
Clara: meu bem, você não está chateado com ela né? A Aly tinha muito medo de te preocupar
Davi: não, não é isso, só queria que ela contasse comigo, ela estava sofrendo e eu nem consegui ajudar sabe?
Clara: não tinha muito o que fazer, e você faz muito bem pra ela, ela me fala o tempo todo sobre você, e sua cara de tristeza é aliviada quando te vê
Davi: sério? Eu pensei que ela tivesse raiva de mim depois que...
Clara: não, ela ficou chateada, mas não por muito tempo, ela só queria se afastar de você, na verdade se afastar de todo mundo, ela ficava trancada naquele quarto o dia inteiro, mal olhava pra mim, pro Ricardo, pra Bel... entende?
Eu faço que sim com a cabeça

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 3

Depois de algum tempo
Doutor: Clara, tudo bem? Sua filha mesmo com o soro e outros remédios não está apresentando nenhuma melhora, amanhã podemos tentar fazer o tratamento?
Clara: tudo bem, só vou informar meu marido
Doutor: ok, se quiserem falar com ela o momento é agora
Clara: ta, obrigada
Clara: Davi, você se importa se eu falar com ela primeiro?
Davi: não, pode ir, tudo bem
...............
*visão da Alyssa*
Pois é, dois meses atrás descobri que tenho essa doença, só não tinha ideia de como lidar com isso, sabe quando nada mais importa? Nada mais faz sentido? É nisso que minha vida foi se tornando, só queria me afastar de todo mundo, não quero preocupar ninguém, não quero fazer os outros sofrerem por mim. Esses remédios me fazem muito mal, me deixam mais cansada, apesar de muitas noites eu mal conseguir dormir, quando acordo nem tenho vontade de fazer nada, nada mesmo, e isso está me consumindo tanto, é desgastante, e vou ficando cada vez mais preocupada, eu não sei qual vai ser o último dia da minha vida, e ao mesmo tempo que muitas vezes fico desesperada por isso tem vezes que só da vontade de desistir de uma vez, sabe? Não tem o que eu possa fazer...
E é claro que eu gosto do Davi, eu amo ele, mas me machuca saber que ele gosta de mim também, e a gente não pode ter certeza de nada, esse que é o maior problema, se nós voltassemos só ia doer mais, deixar ele mais triste. Não queria ter falado assim com ele, mas como falar tudo isso? Fiquei tão nervosa que comecei a passar mal ali mesmo, os médicos avisaram que uma hora eu poderia ter uma piora significativa e acabar tendo que fazer um tratamento que eles nem sabem ao certo se vai funcionar. E sim, eu estava chutando o balde, não ligando pra mais nada, mas no momento que me veio o pensamento de que eu poderia morrer fiquei desesperada, a crise de ansiedade veio com tudo, o que eu não tinha a muito tempo, não conseguia falar nada, não conseguia respirar, mas de alguma forma o Davi me ajudou, e passou pela minha cabeça, ficar desesperada assim não vai resolver nada, por mais que eu esteja com medo, por mais que eu não saiba o que vai acontecer, não vai adiantar...
O problema é que eu continuava passando mal, eu queria mesmo falar pra ele tudo que estava acontecendo, mas eu não conseguia, era algo muito difícil de se contar, mal eu conseguia processar a informação, me senti travada
...............
Depois de algum tempo minha mãe me levou até o hospital, os médicos me colocaram em uma maca e fizeram tantas coisas que eu mal sei dizer, estava atordoada

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 4

Clara: oi meu bem, te falaram que você vai passar pelo tratamento amanhã né?
Alyssa: sim...
Clara: vai ficar tudo bem
Alyssa: você não pode me prometer nada
Clara: eu sei (diz chorando), desculpa
Alyssa: eii, tudo bem, não precisa se desculpar
Clara: filha, só quero que você saiba que eu te amo (era aparente que ela tentava não se desmoronar na minha frente, eu fiquei muito agoniada e falei coisas que não devia... acho que nem sou mais eu)
Alyssa: você nem é minha mãe de verdade, não precisa ficar assim
Clara: Alyssa! É sério isso? (diz saindo de perto de mim)
Foi ai que eu me dei conta do que eu falei...
Alyssa: espera! Mãe, não foi isso que eu quis dizer, me desculpa, eu tô muito nervosa
Clara: você me considera mesmo como sendo sua mãe?
Alyssa: sim... desculpa, não foi isso que eu quiser dizer, desculpa (ela estava com uma cara tão decepcionada, ótimo, estou falando o que não devia pra todo mundo, me afastando de todo mundo, magoando todo mundo, que merda!!!)
Clara: o Davi quer falar com você ta? (diz saindo e fechando a porta)

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 5

Davi: oi...
Alyssa: oi
Ele se sentou na ponta da cama e ficamos nos olhando, mas aquele olhar já dizia tanto por si só, ele foi se aproximando de mim e ia me abraçar
Davi: tudo bem? (diz com receio por eu estar meio frágil)
Eu faço que sim com a cabeça e ele me abraça
*visão do Davi*
Só aquele momento já significava muito pra mim, enquanto nos abraçamos fechei os olhos, pra sentir mais... ela, fiquei prestando atenção na sua respiração, e nas batidas do seu coração, no seu cheiro, no seu toque, um abraço com tanto significado
Só de pensar na possibilidade de perder ela comecei a sentir uma enorme vontade de chorar, mas me segurei, não queria deixar ela mal, a Aly já esta passando por muita coisa... acontece que parecia que tinha um nó na minha garganta por segurar o choro, mesmo assim não adiantou, algumas lágrimas escorreram pelo meu rosto, eu as limpei porque não queria que ela percebesse, mais não adiantou, parecia que quanto mais eu me segurava mais eu chorava, e comecei a soluçar de chorar, ela fez carinho no meu rosto, passou as mãos no meu cabelo com a intenção de me acalmar. Dentro daquela sala estava um silêncio ensurdecedor, o silêncio dizia tanto, fazia tempo que eu não chorava assim... feito criança. Depois de me acalmar me afastei dela e olhei pro seu rosto, ela estava chorando também, e aquilo me partia o coração
Ela apenas se aproximou de mim e me beijou, era um beijo lento, e eu entendi tudo naquele momento...
Alyssa: eu te amo (diz olhando nos meus olhos)
Davi: eu também te amo
Ela segurou forte na minha mão e ficou me olhando
Alyssa: Davi... eu tô com medo
Davi: eu sei, eu também estou
Ela me puxa pra um abraço novamente, não queria sair nunca de la, ficamos por muito tempo assim, a gente precisava disso
Alyssa: eu queria te falar tantas coisas agora, mas eu não consigo (diz baixinho no meu ouvido)
Davi: não precisa falar nada, tudo bem (digo no mesmo tom que ela)

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 6

Clara: Davi (diz abrindo a porta), sua mãe está vindo pra te buscar
Davi: ta bom (digo saindo do abraço), tchau Aly
Alyssa: tchau
.............
*visão da Alyssa*
Alyssa: mãe, desculpa se eu tentei te afastar, se eu falei coisas que eu não devia, eu só não estava sabendo como lidar com isso
Clara: tudo bem meu amor, sabe quem vai vir aqui daqui a pouco?
Alyssa: quem?
Clara: o papai e a Bel
Eu sorri fraco em resposta, apesar de ter receio por estar preocupando todo mundo amo ter a companhia deles
...............
Depois de algum tempo
Ricardo: oi amor, oi filha (diz indo até mim e acariciando meu rosto, parece que todo mundo que vai falar comigo fica meio sem palavras, com receio do que dizer, mas eu entendo, estou do mesmo jeito), como você está se sentindo?
Alyssa: cansada, antes eu estava meio... desesperada, mas agora fiquei mais calma
Ricardo: que bom (diz sorrindo fraco), posso sentar aqui do seu lado?
Alyssa: pode
Assim ele faz, apoiei minha cabeça no seu ombro enquanto mexia no meu cabelo
Ricardo: você é uma menina muito forte sabia? Aly, você não sabe quanto orgulho tenho de você
Alyssa: obrigada pai
Ricardo: sabe, as vezes vejo você até hoje como sendo minha menininha, a mesma que corria pela casa, ficava insistindo pra eu brincar com você, ficava fazendo arte pela casa, as vezes sua mãe ficava doida com as bagunças que você fazia (diz rindo e chorando ao mesmo tempo)
Clara: ficava mesmo (diz se sentando na cama também), mas seus momentinhos de criança eram tão fofos, quando os seus dentinhos caiam, quando a gente deu a primeira papinha pra você, eram sete horas da manhã e você já ia pra sala com o cobertor pra ficar vendo desenho
Ricardo: isso quando ela não ficava colocando as músiquinhas dela e ficava dançando pela sala
Clara: vish haha, ia ver o tapete já estava todo dobrado, e pulava de um sofá pro outro, toda inquieta
Ricardo: sem contar com a cantoria, Alyssa, tinha dias que você ficava cantarolando pra la e pra ca o dia inteiro
Clara: mas era bonitinho vai haha
Ricardo: essa fase passou, e agora você já é essa mulher, que passou por tanta coisa, que tem esse jeitinho único que nós tanto amamos, seu jeitinho alegre, você alegra nossos dias filha
Alyssa: vocês também me alegram, me fazem bem, obrigada por serem meus pais, por estarem aqui sempre que preciso, vocês são meu porto seguro, minha inspiração, e eu quero que saibam que só sou quem sou hoje por vocês
Clara: ô meu amor (diz me abraçando e meu pai faz o mesmo)
...............
Depois de um tempo assim
Bel: eu posso falar com a Aly em particular?
Ricardo: claro meu bem

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 7

Bel: eu não sei se sou uma boa irmã pra você... eu sei que a gente já discutiu muito, mas saiba que eu te amo, amo mesmo, você é uma das pessoas que eu mais confio, e sou muito grata por tudo, por quem você é, Aly, tu é uma das pessoas mais bondosas que eu já conheci, mais esforçadas, mais fortes, não só os nossos pais, mas você também é uma inspiração pra mim, e assim como eles fico muito feliz por todas as suas conquistas, tenho muito orgulho de você
Alyssa: obrigada Bel, todos os irmãos tem dicussões, isso é normal, mas não sou louca de pensar que você não é uma boa irmã, porque você é, você sempre esteve aqui quando eu estava triste, quando estava precisando, até mesmo pra gente contar os segredos uma pra outra, além disso amo nossas conversas bestas, as tentativas falhas de fazer uma receitinha nova, nossas brincadeiras, tudo
Ela só me olha prestando atenção
Alyssa: quando a mamãe estava grávida de você fiquei tão feliz, fiquei pulando de alegria haha, fiquei fazendo carinho na barriga dela, daí vocé nasceu, e queria ajudar em tudo, tinha ajudado a dar mamadeira, papinha pra você, só não te trocava, isso eu deixei passar
Nós demos risada
Alyssa: não podia pedir irmã melhor que você
A Bel começou a chorar, estou até me acostumando com isso, todos começam a chorar, me sinto mal, mas sei que é porque se importam comigo, assim como me importo com eles, e reagiria da mesma forma se fosse ao contrário
Alyssa: vem ca
Ela me abraça e ficamos assim por um tempo até meu pai e ela irem embora

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 8

Clara: vou dormir aqui com você viu?
Alyssa: se você estiver cansada pode dormir em casa, já tenho 18 anos, posso ficar aqui sozinha
Clara: não meu bem, quero ficar aqui com você, você quer minha companhia?
Eu faço que sim
Clara: mesmo?
Alyssa: mesmo
Clara: boa noite meu anjinho, durma bem (diz carinhosamente)
Alyssa: você também, te amo mãe
Clara: também te amo

Continua depois da publicidade
Gostou do capítulo?

Continua no próximo capítulo

Próximo Capítulo / Continue jogando

Adicione à sua biblioteca para ser notificado(a) de novas publicações!

O que você achou deste capítulo?
Maria Júlia

Maria Júlia Pfv não faz que a Aly morra 😭 😭

2d 16 ResponderMais
Ananana✨

Ananana✨ Não não não não, nossa que a Aly morrer eu não sei o que eu faço
Mazum não deixa pfvr é uma das poucas coisas que eu te peço pfvr não deixa 😢😉

2d 15 ResponderMais
Luly

Luly Nossa eu tava cohorando e nem pervebi😭 kkk

2d 11 ResponderMais
Melissa Sousa

Melissa Sousa Aí deus, a Aly não pode ir de jeito nenhum, chorei? SIM

2d 9 ResponderMais
Maria Clara Melo

Maria Clara Melo Aí gente eu tô chorando aqui KKK
eu n quero que a Aly morra

2d 8 ResponderMais
Nanda

Nanda Eu não tô conseguindo terminar de ler , de tanto chorar kkkkk

2d 7 ResponderMais
✨Bianca✨

✨Bianca✨ Se ela morrer eu mato vc

2d 5 ResponderMais
Luh

Luh To chorando aqui que ep pfttt❤❤❤

2d 4 ResponderMais
Luly

Luly Nossa o que sera de mim se a alyssa ( no caso eu) morrer???

2d 4 ResponderMais
Surtadaaa

Surtadaaa Morri, mds que ep, tô chorando feito uma condenada😭😭😭😭😭😭😭😰

1d 3 ResponderMais

WebFic

Entre no WebFic para ler & interagir com suas webfics favoritas!

Cancelar
Cancelar