A Mansão Ferrazette
16

A Mansão Ferrazette Capítulo 38

A Investigação Paralela - Parte 1

Publicado em 10/06/2021

S/N, Sara e Ian continuam na biblioteca em busca de mais informações sobre o detetive Giacomo, mas será que eles irão encontrar algo que faça a diferença?

Continua depois da publicidade

Cena 1

Imagem da cena

Já se passavam horas, você, Sara e Ian continuavam naquela biblioteca olhando vários jornais e revistas, além de fazer várias pesquisas no computador para ir em busca de mais informações sobre a vida de Giacomo.

Ian estava bem concentrado e parecia bem dedicado em descobrir a verdade que ele achava que Giacomo escondia, já Sara não via a hora de terminar aquela investigação, era engraçado ver as mudanças no comportamento dela, ela investigava um pouco, reclamava de algo, se distraia e depois voltava a investigação não demorava muito e o ciclo se reiniciava.

Você não estava muito a fim de fazer aquela investigação, principalmente porque era sábado e tudo o que você mais queria era aproveitar aquele dia frio para não fazer nada e relaxar já que estava trabalhando muito durante a semana e não queria fazer trabalho extra nos finais de semana. Porém, mesmo sem muita vontade, algo em você também queria continuar investigando pois também tinha muitas dúvidas em relação a Giacomo, ele parecia esconder tantos segredos e sempre parecia tão misterioso.

Você nunca tinha parado para pensar nessa história que ele estava estendo o caso mais do que deveria, mas depois que Ian havia comentado aquilo com você, mais prestava atenção nisso. Não havia motivos para Giacomo passar tanto tempo apenas fazendo interrogações com funcionários da empresa que nunca tiveram contato com o senhor Giuseppe ou com a família Ferrazette, sem contar que muitas vezes ele sumia do nada e não dava nenhuma explicação.

Giacomo era um verdadeiro mistério, mas a pior parte era não saber se isso era apenas algo da personalidade dele ou se ele poderia estar com intenções diferentes das que vocês tinham. Será que esse julgamento que vocês estavam fazendo sobre ele era certo ou será que ele era apenas um inocente com atitudes bem estranhas?

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 2

- Eu não aguento mais ler - Diz Sara lhe tirando de seus pensamentos.

- É, eu também já estou me cansando - Você fala.

- Ian, eu vou te processar por me fazer trabalhar fora do meu expediente em um dia como esse - Sara diz.

- Você sabia que reclama demais? - Ian fala para ela.

- Eu não reclamo demais, o problema é que estamos sendo explorados(as) por você - Ela diz.

- Que exagero - Ele fala enquanto balança a cabeça em negação.

- Insuportável - Sara sussurra.

- Eu não estou tão longe de você, posso ouvir seus sussurros - Ele diz.

- É bom que você ouça para saber bem o que eu penso - Sara fala.

- Você já deixou isso bem claro Sara - Ele respira fundo - Muitas e muitas vezes que já até perdi a conta.

- Calma pessoal, não estamos aqui para brigar, pensem nisso como trabalho e temos que nos comportar em nosso trabalho para não sermos demitidos - Você fala.

- Mas esse é o problema, estou trabalhando na minha folga - Sara diz.

- Certo, você venceu - Ian fala.

- Como assim? - Sara pergunta sem entender.

- Já está tarde, vamos dar uma pausa para comer algo. Vi que tem um restaurante aqui perto - Ian responde.

- É uma boa ideia - Você fala.

- Melhor que nada - Sara diz.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 3

Imagem da cena

Vocês três saem da biblioteca e vão em direção a um restaurante bem bonito que havia do outro lado da rua. O tempo continuava bem frio, mas a neve havia amenizado e não estava tão forte como antes.

- Esse lugar é bem bonito - Diz Sara assim que vocês entram no restaurante.

- Espero que a comida seja boa - Ian fala.

Uma atendente caminha até vocês e os leva até uma mesa próxima a janela, assim que se sentam já fazem os pedidos e ficam observando o lugar que estava até que bem cheio para um dia como aquele.

- Ian, esse lugar é caríssimo - Sara sussurra.

- Eu percebi, mas é o restaurante mais próximo e não queria pegar táxi - Ele diz.

- Você que vai pagar por nos fazer trabalhar no final de semana - Ela fala rindo.

- Você fala que eu sou insuportável, mas não é como se fosse a pessoa mais agradável do mundo - Ele diz.

- Por favor, não briguem aqui senão eles vão nos expulsar - Você fala.

- Estamos falando em inglês, eles nem devem entender o que está sendo dito - Ian diz.

- Mas mesmo assim quero comer em paz - Você fala.

- Entendi, vou tentar me controlar - Ian diz.

- Seria ótimo para nossa paz - Sara fala.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 4

Não demora muito e logo a comida chega na mesa de vocês, o prato era muito bonito, digno de um chefe, sem contar que tinha um cheiro tão convidativo quanto a aparência, então logo você começou a comer e o gosto conseguia ser ainda melhor.

- Isso aqui é uma delícia - Diz Sara animada.

- É muito bom mesmo - Você fala.

- Vale o preço? - Ian pergunta.

- Ainda não sei - Você responde rindo.

- Até que valeu a pena esperar tanto para comer tão bem - Sara diz.

- Isso é o mais perto que vou chegar de receber um elogio seu não é? - Ian pergunta.

- Com certeza não foi um elogio, estou elogiando a comida, não quem me trouxe - Ela responde.

- Como você aguenta? - Ian pergunta para você.

- Eu só sou assim com você - Sara responde.

- Ainda bem porque se fosse assim com S/N, um(a) de vocês já teria desistido - Ian diz.

- Você é tão engraçado, estou morrendo de rir - Sara fala revirando os olhos.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 5

- Agora que vocês estão comendo e estão de bom humor, podemos voltar ao que é importante - Diz Ian.

- Como assim? - Você pergunta sem entender.

- Já descobriram algo de importante? - Ele pergunta.

- É sério? Até aqui não teremos um descanso? - Sara pergunta.

- É só conversar enquanto come, não é algo difícil - Ian responde impaciente.

- Eu não encontrei nada de especial, Giacomo sempre foi exemplar desde a escola até a vida profissional, sem nenhum problema - Você fala.

- Como é a vida profissional dele? - Ian pergunta.

- Assim que ele se formou na academia de polícia, entrou no departamento de polícia de Milão, depois foi mandado para a região da Toscana e por último aqui - Você responde.

- Existe algum motivo para essas mudanças? - Ian pergunta.

- Ele era tão bom que estava subindo de cargo - Você responde.

- Incrível, ele deve ser bem respeitado na polícia - Ian diz.

- Exato - Você fala.

- Ele é realmente exemplar - Sara diz.

- Mais alguma coisa interessante? - Ele pergunta.

- Não, a vida dele é perfeita e desinteressante, não há nada que possa ser usado contra ele - Você responde.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 6

- E você Sara? O que descobriu? - Ian pergunta.

- Também na mesma situação que S/N, só que um pouco pior - Sara responde.

- Como assim? - Você pergunta.

- Giacomo é extremamente reservado com a vida familiar e pessoal, ele não tem redes sociais, não há muitas informações sobre a família e coisas do tipo - Sara responde.

- Ele é um homem mais velho, é normal não ter redes sociais - Ian diz.

- Eu sei, mas esperava pelo menos encontrar alguma rede social sem muitas postagens ou algo de algum membro da família dele - Sara fala.

- Acho que ele não deve ter muitas informações pessoais com medo de criminosos que queiram se vingar - Diz Ian.

- Faz sentido, ele já deve ter passado por alguma situação complicada que fez com que ele tivesse medo de exposição - Você fala.

- Então nada sobre a família dele? - Ian pergunta.

- Nada - Sara responde.

- E sobre os amigos? - Ian pergunta.

- A grande maioria são policias ou pessoas importantes já que ele recebeu algumas condecorações pelo bom trabalho - Sara responde.

- Mais nada? - Ian pergunta decepcionado.

- Não - Sara responde.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 7

- E o que você descobriu Ian? - Você pergunta.

- Nada de muito especial, mas até que fiz boas descobertas - Ian responde.

- Como assim? - Você pergunta sem entender.

- Descobri sobre os principais trabalhos do Giacomo, houveram vários de grande impacto como o do roubo milionário a empresa da família Ferrazette, também houve o caso de corrupção política, o caso da família Ferrazette estar explorando trabalhos e terras ilegais e por aí vai, ele sempre consegue bons casos - Ian responde.

- Mas quais são as boas descobertas que você fez? - Sara pergunta.

- Vocês sabiam que ele cuidou de um caso onde o Gianlucca, filho mais velho do senhor Ferrazette, atropelou um rapaz entregador? - Ele pergunta.

- Não - Vocês respondem.

- O Gianlucca atropelou o rapaz que acabou morrendo, alguns dizem que o Gianlucca estava alcoolizado - Ian diz.

- E o que aconteceu? - Sara pergunta.

- Surpreendentemente, as câmeras de segurança não estavam funcionando naquele dia, então o Gianlucca foi absolvido porque supostamente o entregador estava usando substâncias ilícitas e bateu no carro por ter atravessado o sinal vermelho - Ian responde.

- Eu não acredito - Sara fala.

- Pois é, isso revoltou a população, mas a polícia não poderia fazer nada - Ele diz.

- Você acha que é possível que o Giacomo encobriu o verdadeiro crime? - Sara pergunta.

- Claro que sim, o Giuseppe é muito poderoso e ele nunca deixaria o futuro dono da empresa Ferrazette com a imagem suja, então ele deve ter conversado com o Giacomo para fazer algo - Ian responde.

- Isso é bem possível - Você fala.

- Eu estou chocada - Sara diz.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 8

- O que mais você descobriu? - Você pergunta para Ian.

- Eu descobri o motivo do Giacomo ter mentido para vocês sobre ele não ter participado da investigação sobre a exploração dos trabalhadores e das terras ilegais da família Ferrazette - Ele responde.

- E qual é o motivo? - Você pergunta.

- Existe um rumor muito forte que a família fez um super pagamento para todos os polícias responsáveis por essa investigação para que eles parassem de investigar - Ian responde.

- Mas isso é um rumor como você mesmo disse, então você não descobriu o motivo, você acha que esse é o motivo - Sara diz.

- Eu sei que é um rumor, mas tem algo de bem interessante - Ele fala.

- O quê? - Sara pergunta.

- Pouco tempo depois, a polícia reformou todo o departamento da polícia e ainda construiu uma nova delegacia - Ele responde.

- E você acha que eles fizeram isso com o dinheiro que ganharam? - Você pergunta.

- Sim, olhe isso - Ian responde mostrando para vocês as fotos do antes e depois do departamento da polícia que parecia ter triplicado de tamanho.

- Isso é impressionante, parece outro lugar - Diz Sara chocada.

- Verdade, isso deve ter gastado muito dinheiro - Você fala.

- Exatamente - Ian diz - E ela não parece familiar?

- Eu não acredito que é o nosso departamento de polícia - Sara fala ainda mais chocada enquanto olhava as fotos.

- Pois é, ele mesmo - Ian responde.

- Nós trabalhamos em um lugar ilegal - Sara diz incrédula.

- Não se preocupem, nós somos apenas trabalhadores, não temos nenhuma culpa - Ian fala.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 9

- Eu ainda estou chocada com todas essas informações, é tanta coisa para absorver - Diz Sara.

- Verdade, eu também estou digerindo tudo isso - Você fala.

- E vocês perceberam o mais importante? - Ian pergunta.

- O quê? - Você pergunta.

- O Giacomo sempre está em todos os casos relacionados a família Ferrazette - Ele responde.

- Tem razão, isso é muito estranho - Você fala.

- Será que isso era um pedido da família? - Sara pergunta.

- Não sei, mas é possível ou também pode ser um pedido do próprio Giacomo - Ele responde.

- Parece que o Giacomo está sempre tentando proteger a família de alguma forma - Sara diz.

- Também tenho essa mesma impressão - Você fala.

- Mas a pergunta que fica é: Por qual motivo? - Ian pergunta.

- Não faço ideia - Sara responde.

- E é exatamente isso que precisamos investigar, essa ligação estranha dele com a família - Ian fala.

- Tem razão, isso é importante para nosso caso - Você diz.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 10

Imagem da cena

Depois de passarem mais um tempo conversando enquanto comiam no restaurante, vocês saem de lá para voltar a biblioteca e continuar com as pesquisas que estavam fazendo.

- Agora que já comemos e relaxamos, podemos voltar ao nosso serviço - Diz Ian.

- Você não se cansa não? - Sara pergunta.

- Como assim? - Ian pergunta.

- Já passamos tanto tempo aqui e você quer mais? - Ela pergunta.

- Eu também estou cansado, principalmente porque estou a mais tempo aqui do que vocês, mas isso é algo importante - Ele responde.

- Eu sei que é importante, mas ninguém pode passar tanto tempo trabalhando, tenho certeza que isso não faz bem para a mente - Sara fala.

- Isso não é verdade, sem contar que precisamos saber com quem estamos trabalhando, ele pode estar afetando com que o caso tenha um ponto final - Diz Ian.

- Você realmente acha isso? - Sara pergunta.

- Eu acho, não há motivos para que o Giacomo se preocupe tanto com essa família, deve haver algo - Ian responde.

- Isso é - Sara fala.

- Vocês não acham que o Giacomo tem algo a ver com o caso? - Ian pergunta.

Continua depois da publicidade
  • Eu acho que não
  • É possível
  • Não sei

Cena 11

- Eu acho que o Giacomo está escondendo algo de nós, por isso que estou aqui investigando, mas não acho que ele tenha algo a ver com o caso da família Ferrazette - Sara responde.

- Eu não tenho tanta certeza - Ian fala.

- Por que você diz isso? - Você pergunta.

- Primeiro porque ele está estendendo muito esse caso, segundo porque ele é bem próximo da família e terceiro porque ele age muito estranho com esse caso - Ele responde.

- Eu percebi que ele é próximo da família - Sara fala.

- Olhem isso aqui - Diz Ian jogando várias revistas na mesa.

- O que é isso? - Você pergunta.

- São várias fotos de eventos onde o Giacomo aparece ao lado de membros da família Ferrazette - Ele responde.

- Então ele é mais próximo do que eu imaginava - Sara fala surpresa.

- Por causa do tal roubo a empresa, o senhor Giuseppe teve uma relação bem próxima com Giacomo porque confiava nele - Ian diz.

- Isso explica o modo como a Paola e a Antonela agem quando estão com ele - Sara fala.

- Encontrei até rumores da possibilidade do Giacomo ter um caso com a senhora Antonela, mas ela fez questão de esclarecer que isso tudo era mentira e que o casamento dela com o senhor Giuseppe estava ótimo - Ian diz.

- Coitada, mal sabia o que estava por vir - Sara fala.

- Mas se o Giacomo era tão próximo assim da família, ele não deveria ser o mais interessado em resolver esse caso? - Você pergunta.

- Verdade, eu faria de tudo para fazer justiça no caso de um amigo - Sara fala.

- Esse é o "X" da questão. Qualquer um pensaria como vocês, mas se o Giacomo não quer isso só existe duas possibilidades - Diz Ian.

- Quais? - Você pergunta.

- Ou o Giacomo pode ter sido o assassino ou ele sabe quem é o assassino e está tentando encobrir - Ian responde.

- O quê? - Você e Sara perguntam ao mesmo tempo sem acreditar.

- É o que eu penso - Ele diz.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 12

- Como vamos fazer para descobrir se a sua teoria é verdade ou não? - Sara pergunta.

- É por isso que estamos aqui investigando - Ian responde.

- Mas precisamos de mais coisas - Sara fala.

- Como o quê? - Você pergunta.

- Precisamos saber mais sobre a relação do Giacomo com o senhor Giuseppe, da relação dele com Antonela pois para serem considerados amantes tinha que ser algo bem forte - Sara responde.

- E principalmente precisamos saber o que o Giacomo estava fazendo no dia da festa e da morte do senhor Giuseppe - Você fala.

- Agora sim estamos falando a mesma língua - Diz Ian sorridente.

- E como vamos descobrir isso? - Sara pergunta.

- Precisamos conversar com pessoas que possam nos dar mais detalhes sobre isso - Ian responde.

- Quem seriam essas pessoas? - Você pergunta.

- A secretária do senhor Giuseppe pode saber mais sobre a relação dele com o Giacomo, sem contar que ela deve ter a lista de convidados da festa, podemos ver se o Giacomo estava ou não na festa - Ele responde.

- É uma boa ideia - Você fala.

- E podemos conversar com alguns funcionários da família sobre a relação do Giacomo com a Antonela - Sara diz.

- Ótima ideia - Ian fala.

- Agora finalmente sinto que estamos evoluindo - Sara diz animada.

- E está pronta para evoluir de verdade? - Ian pergunta.

- Como assim? - Ela pergunta sem entender.

- Peguem seus casacos detetives, estamos indo para a parte prática da nossa investigação - Ian responde animado.

- Não estou entendendo - Você fala.

- Nós vamos na casa da secretária do senhor Giuseppe nesse exato momento - Diz Ian.

Vocês pegam tudo o que estava na mesa o mais rápido possível e começam a seguir Ian em direção a saída da biblioteca. Você e Sara ainda estavam bem confusos(as), mas também queriam saber o que Graziela tinha para falar. Será que Ian estaria realmente certo sobre Giacomo? Vocês precisavam descobrir isso.

Continua depois da publicidade
Gostou do capítulo?

Continua no próximo capítulo

Próximo Capítulo / Continue jogando

Adicione à sua biblioteca para ser notificado(a) de novas publicações!

O que você achou deste capítulo?
chistian Olimpio

chistian Olimpio Mano,ian é inteligente me faz parecer burro, em alguns momentos

11/06/21 4 ResponderMais
LeBlanc_Fox

LeBlanc_Fox Ian é um gênio!

Eu agora fiquei pensando: " Será que Giacomo faz parte da família Ferrazzete?" Ou "Será que Graziela e Giacomo tem algum caso, e mataram o Giuseppe?"

Estou super curiosa

Amei Miss!!!

11/06/21 3 ResponderMais
Mαh.

Mαh. Ian perfeito erra nunca!!

Continuo com aquela minha teoria de que Giacomo tá encobrindo o assassino, que na minha teoria é o Pasquale porque era - é - amigo dele e que os dois junto com Giuseppe eram um trio!!!

O capítulo tá uma perfeição, e eu tô tão tão tão ansiosa pros próximos, tipo num nível extremo. Não vejo a hora de saber mais sobre esse caso! 💖

11/06/21 3 ResponderMais
Melissa

Melissa Gianlucca,Giacomo...
Meu Deus descubram quem é o pai de Giacomo por favor,que já estou ficando louca KKKKKKKKKK

11/06/21 3 ResponderMais
ѕєяgιинο🏳️‍🌈

ѕєяgιинο🏳️‍🌈 Capítulo maravilhoso 💗💗💗💗💗💗

Quando Ian apareceu eu achava ele insuportável, agora eu acho ele inteligente e insuportável(as vezes) kkkkkkkk

Ian levantou bons pontos sobre a relação do Giácomo com a família Ferrazetti que fazem muito sentido. Tenho uma teoria(tá mais pra suposição) de que a relação dele com a família tenha começado bem antes do caso do roubo das jóias, talvez, TALVEZ, o Giácomo pertença a família Ferrazetti, ele pode ser irmão do Giuseppe(de um caso extraconjugal, já que como foi dito pelo segurança que opera as câmeras isso bem comum na família, e seria por isso que ele não usa o nome Ferrazetti) ou talvez genro, no caso, seria o marido da filha mais velha, já que eu não lembro dele ter aparecido no velório (com a desculpa de ter ficado em casa com o(a) filho(a), o que eu não acreditei muito), isso explicaria o porquê dele ter pegado todos os casos relacionados aos Ferrazetti e ter encubrido o atropelamento do Gianluca, ou ele realmente pode ter um caso com a Antonella.

11/06/21 1 ResponderMais
Ace Castro

Ace Castro E meu ship fracassado, s/n e ian, como fica?

2d 1 ResponderMais
ManuellaPacca

ManuellaPacca Maravilhosamente incrível Miss! Aiai estou apaixonado pelo Ian..... Me ferrei

11/06/21 1 ResponderMais
_𝑴𝒂𝒍𝒖_

_𝑴𝒂𝒍𝒖_ Amei!

2d 1 ResponderMais
Cancelar