A Mansão Ferrazette
16

A Mansão Ferrazette Capítulo 45

Novidades

Publicado em 22/07/2021

Depois de passar mais um tempo no trabalho, os detetives recebem uma visita inesperada que traz informações importantes. S/N e Sara saem um pouco para relaxar.

Continua depois da publicidade

Cena 1

Imagem da cena

Você estava junto com os outros policiais na sala ainda discutindo mais sobre tudo o que já tinham descoberto sobre a investigação, além de transcrever os principais assuntos nas conversas que haviam tido com os funcionários da empresa e da casa da família Ferrazette durante os interrogatórios.

Todos os detetives já pareciam bem cansados e irritados com tudo aquilo pois não havia muito mais o que se fazer já que vocês tinham feito tanto no dia anterior, mas infelizmente Giacomo pediu para que vocês passassem mais um dia juntando todas as informações que tinham conseguido para montar o caso.

Era difícil ter que fazer aquilo quando todos os detetives pareciam compartilhar do mesmo sentimento de impaciência já que o que mais queriam era investigar algo interessante de verdade ou fazer logo o interrogatório com a família do senhor Giuseppe e também o interrogatório com o senhor Domenico Pasquale.

Cada vez mais você acreditava na teoria que Ian tinha sobre o detetive Giacomo estar atrapalhando a investigação e demorando bem mais do que o normal para resolver o que precisava ser resolvido, mas ao mesmo tempo aquilo não fazia o menor sentido pois qual era o motivo para um detetive que tinha ficado como principal responsável de uma investigação querer atrasar seu próprio caso? Isso não seria ruim para a reputação dele?

A única explicação possível era que Giacomo estivesse realmente tentando proteger alguém como Ian havia falado, mas quem poderia ser essa pessoa? Será que ela realmente tinha matado o senhor Giuseppe ou apenas estaria em uma situação que poderia ser considerada como suspeita? Qual seria a ligação dessa pessoa com Giacomo?

Haviam tantas perguntas que precisavam de uma resposta, mas parecia cada vez mais difícil de se descobrir a verdade e tudo o que lhe restava era teorizar sobre o que mais poderia se encaixar nessa situação.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 2

Você não conseguia parar de pensar no que Ian havia dito sobre a possibilidade do senhor Domenico Pasquale ser um possível suspeito do caso e Giacomo estaria tentando protegê-lo e por isso que estava demorando tanto para resolver esse caso.

Por mais que essa fosse uma teoria bem séria, ela fazia muito sentido pois o senhor Domenico tinha uma relação próxima tanto da secretária quanto do senhor Giuseppe, já que a senhorita Martina era secretária de Domenico e Giuseppe era um dos melhores amigos de Domenico e ambos tinham morrido da mesma forma através do envenenamento por cianeto. Mas qual seria a relação entre Domenico e Giacomo?

- S/N? - Você escuta uma voz lhe chamando que lhe tira de seus pensamentos.

- O que foi? - Você pergunta surpreso(a) com o chamado inesperado.

- Você tem algo para acrescentar? - Ariel pergunta.

- Não, sinto muito - Você responde.

- Sem problemas, você já contribuiu bastante - Ariel diz.

- Já que ninguém tem mais nada para acrescentar, acho que chegamos ao fim - Ian fala.

- Eu concordo, não há mais o que possa ser adicionado - Lorenzo fala.

- Acho que fizemos um ótimo trabalho, colocamos até informações que podem não ser muito relevantes - Valentina diz enquanto olhava o quadro que vocês haviam montado.

- Não tem como o detetive reclamar do nosso trabalho - Lorenzo fala.

- Ele vai ficar bem orgulhoso com algo tão detalhado assim - Sara complementa.

- Eu concordo totalmente, qualquer detetive ficaria orgulhoso desse nosso trabalho - Valentina diz orgulhosa.

- Vocês acham que amanhã já poderemos conseguir a chance de interrogar a família Ferrazette? - Lorenzo pergunta.

Continua depois da publicidade
  • Eu acho que não
  • Acho que sim
  • Não faço ideia

Cena 3

- Eu acho que sim, o Giacomo é muito determinado quando quer algo, tenho certeza que ele não vai desistir até conseguir isso - Valentina responde.

- Eu espero que sim, estou tão ansiosa sobre esse interrogatório - Sara fala.

- Eu queria ser tão otimista quanto você, mas não consigo - Ian diz.

- Não? - Valentina pergunta.

- Tenho que concordar com Ian, não acho que será tão fácil assim - Ariel responde.

- Nossa, vocês estão bem pessimistas - Lorenzo diz.

- É a verdade, esse interrogatório não será tão fácil quanto queremos, infelizmente - Ariel fala.

- Eu concordo com Ariel, essa família deve enrolar até esse interrogatório e nem sei o que pensar sobre o interrogatório com o senhor Pasquale - Ian diz.

- Acho que o Domenico será mais difícil para interrogar do que a família - Sara fala.

- É, também acho que sim, esse homem parece estar fugindo de nós - Ariel diz.

- O que só faz parecer que ele é suspeito - Lorenzo fala.

- Também tenho a mesma impressão - Ariel diz.

- Eu concordo, mas não vamos concluir e muito menos julgar sem certeza ou provas realmente importante - Valentina fala.

- Eu sei disso - Lorenzo diz.

- Só estamos comentando e criando teorias, não é para tanto - Ian fala.

- Se você diz... - Valentina diz.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 4

- Bom, agora que já terminamos, podemos ir embora - Diz Ariel enquanto conferia o relógio de pulso que tinha.

- Tem razão, nem tinha percebido que já estava na hora de ir embora - Ian fala.

- Nós passamos tanto tempo aqui que nem tivemos a chance de sair mais cedo para aproveitar o dia como eu planejava - Lorenzo diz.

- Quem sabe na próxima? - Valentina ri.

- É, quem sabe eu tenha outra chance - Lorenzo responde.

- O importante é que agora terminamos de verdade, não tem como o detetive Bianchi pedir para que passamos mais um dia fazendo isso - Você fala.

- Tem razão, isso é o mais importante - Ian diz.

- Então acho que estamos livres né? - Sara pergunta animada.

- Isso mesmo, finalmente estamos liberados para ir embora - Lorenzo responde sorridente.

- Ótimo, não aguentava mais - Sara diz se levantando e arrumando as coisas.

- Ficar só aqui é bem cansativo mesmo - Ariel fala.

- Então até amanhã detetives - Diz Ian.

- Até, espero que tenhamos boas noticias - Ariel fala.

- Eu também espero, tchau detetives - Você diz.

- Tchau - Eles falam.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 5

Imagem da cena

Depois de se despedirem, vocês saíram da sala de investigação e foram em direção a saída do departamento de polícia para irem embora pois já tinham cumprindo o horário e também já era tarde.

- Mas o quê? - Diz Ian.

Quando você ia se virar para perguntar o que ele tinha falado, se surpreende ao ver Graziela do lado de fora olhando para vocês e acenando.

- O que será que ela quer? - Você pergunta.

- Não faço a menor ideia - Ian responde.

- Mas vamos descobrir logo antes que os outros detetives vejam - Sara diz apressando o passo.

Vocês começam a andar mais rápido para ir a encontro de Graziela o mais rápido possível antes que os outros detetives vissem que ela estava lá para falar com vocês, o que poderia dar entender que vocês realmente estavam fazendo uma investigação paralela.

- Senhorita Bellini? - Você pergunta assim que se aproxima.

- Olá detetives, tudo bem? - Graziela pergunta.

- Sim, e com você? - Sara pergunta.

- Eu estou muito bem, obrigada - Ela sorri - Estou atrapalhando?

- Claro que não, já estamos de saída - Ian responde.

- Ótimo, porque eu precisava conversar com vocês - Ela diz.

- Pode ser aqui ou prefere ir para um lugar mais reservado? - Ian pergunta.

- Pode ser aqui mesmo, é rápido - Ela responde.

- Tudo bem - Ian fala.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 6

- Sobre o que a senhorita gostaria de falar? - Ian pergunta.

- Sobre a conversa que tivemos no final de semana - Graziela responde.

- A senhorita fez novas descobertas? - Você pergunta feliz.

- Sim, não sei se será de grande ajuda, mas achei que seria importante compartilhar com vocês já que estavam tão ansiosos - Ela responde.

- Pode falar, qualquer coisa, mesmo que possa parecer relevante, pode ser de grande ajuda - Diz Sara.

- É o que eu pensei - Graziela fala.

- E então, o que seria a sua informação? - Ian pergunta.

- Eu consegui a resposta para a pergunta que vocês tinham me feito antes em relação a festa - Ela responde.

- Que pergunta? - Ian pergunta confuso.

- Sobre o detetive Bianchi - Ela responde.

- Você descobriu se ele foi ou não a festa? - Você pergunta.

- Sim, eu descobri que o detetive Bianchi foi a festa da família Ferrazette e segundo fontes próximas, eles tiveram uma reunião no escritório do senhor Giuseppe durante a festa - Ela responde.

- O quê? - Sara pergunta chocada.

- Sim - Ela responde.

- A senhorita sabe se o senhor Domenico Pasquale também participou dessa reunião? - Ian pergunta.

- Não faço ideia, sinto muito - Ela responde.

- Tudo bem, a senhora tem mais alguma informação? - Ian pergunta.

- Não, sinto muito, mas isso é tudo o que sei - Graziela responde.

- Tudo bem, essa informação já é ótima - Você fala.

- Que bom saber disso, eu só iria atrapalhar o trabalho de vocês somente se fosse no caso de algo importante - Ela diz.

- Você fez muito bem e nós agradecemos por isso - Ian fala fazendo Graziela sorrir.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 7

- Senhorita Bellini? - Vocês escutam uma voz mais distante.

- Senhor Bianchi - Graziela diz surpresa.

No mesmo instante que Graziela fala, vocês três se viram surpresos e se assustam ainda mais quando percebem que estava Giacomo, Ariel, Lorenzo e Valentina se aproximando para saber o motivo de Graziela estava conversando com vocês.

Sara olha para você com uma expressão assustada e até mesmo desesperada, ela não sabia como reagir e isso poderia fazer que Giacomo desconfiasse ainda mais de vocês caso tivessem encontros secretos com pessoas importantes para o caso.

- Como a senhorita está? - Giacomo pergunta se aproximando.

- Eu estou bem e o senhor? - Ela pergunta.

- Eu estou muito bem, obrigado - Ele responde sorridente.

- Que bom saber disso - Ela fala.

- A que devemos essa visita? - Ele pergunta curioso.

- Ah... - Ela se vira para olhar para vocês em busca de uma boa desculpa.

- A senhorita Bellini queria saber se já tínhamos alguma nova informação sobre o caso - Ian mente.

- É, isso mesmo. Agora que a família Ferrazette está de volta, achei que teríamos novas informações - Graziela segue a mentira de Ian.

- Eles que pediram isso? - Ariel pergunta.

- Não, eu vim por conta própria - Ela responde.

- Sinto muito senhorita, mas não podemos compartilhar esse tipo de informação, terá que esperar como todos os outros - Lorenzo fala.

- Eu sei, os detetives me disseram a mesma coisa - Ela diz.

- Os detetives disseram? - Giacomo pergunta sem acreditar muito.

- Sim, eu tentei insistir, mas eles deixaram bem claro - Ela responde.

- Agora a senhorita entende - Sara fala.

- Tudo bem, de qualquer forma agradeço pela atenção - Diz Graziela.

- Não é nada e caso queira saber mais alguma cosa, pode nos contatar, somos uma equipe completa e não apenas alguns detetives - Giacomo fala com uma certa raiva em seu tom de voz.

- Tudo bem senhor, prometo que irei contatar a todos da próxima vez - Ela diz.

- Então nos vemos por aí senhorita - Diz Ian acenando.

- Foi um prazer ver todos vocês novamente e até qualquer dia. Tchau detetives - Graziela se despede.

- O prazer foi nosso - Giacomo sorri.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 8

Vocês todos ficam observando Graziela se afastar até que ela entra no carro e vai embora desaparecendo da visão de vocês.

- Ela só perguntou isso mesmo detetives? - Giacomo pergunta.

- Sim senhor - Você responde.

- Vocês não mentiriam ou enganariam sua equipe não é? - Ele pergunta.

- Claro que não senhor, nunca faríamos isso - Sara responde.

- Bom mesmo, pois como disse não gosto de enganações ou de equipes que escondem segredos de seus parceiros - Ele diz.

- Não se preocupe senhor, esse com certeza não é o caso - Ian fala.

- Bom saber disso, ficaria bem decepcionado se descobrisse algo diferente - Giacomo diz.

- Nós entendemos isso - Sara fala.

- Mas vocês não acharam isso estranho? - Ariel pergunta.

- Como assim? - Valentina pergunta.

- Será que ela não veio até aqui a mando dos patrões? - Ariel pergunta.

- É uma grande possibilidade, eles podem estar usando ela para conseguir informações - Lorenzo responde.

- Eles são bem diretos, não acho que eles teriam medo de vir até nós ao invés de mandar alguém - Giacomo diz.

- É, vamos esperar para ver - Valentina fala.

- Agora vamos para casa pois já é tarde - Giacomo diz.

- Sim senhor - Todos falam.

- Até mais detetives e pensem bem no que eu falo, não escondam nada e nem façam investigações paralelas, eu não gosto disso - Ele diz.

- Até mais detetive e não se preocupe - Ian fala.

- Até - Todos dizem.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 9

Imagem da cena

Depois de se despedir dos outros detetives, você e Sara vão em direção a um trem para voltar para o hotel já que era muito mais barato do que pegar um táxi.

- Nós quase que fomos pegos - Diz Sara aliviada.

- Nem me fala, estava com tanto medo - Você fala.

- Eu estava preocupada que o Giacomo não acreditasse na nossa desculpa sobre o motivo da Graziela vir falar conosco - Sara diz.

- É, mas ainda não tenho certeza se ele acreditou de verdade - Você fala.

- Eu também não faço ideia, já faz um tempo que ele anda desconfiando de nós e de nossas intenções, se dermos mais motivos para desconfianças, só vai piorar a nossa situação - Ela diz.

- Sim, espero que ele tenha acreditado naquela desculpa do Ian - Você fala.

- Acho que ele deve ter acreditado, por mais que tenha sido uma mentira inventada de última hora, pareceu bem convincente - Ela diz.

- É, tem razão, principalmente que os detetives estavam desconfiando mais da família Ferrazette do que de nós, isso ajuda - Você fala.

- Verdade, eles devem estar mais desconfiados que Graziela mentiu sobre ter vindo a mando da família do que ela ter mentido sobre o assunto da conversa - Ela diz.

- Verdade e espero que eles continuem suspeitando apenas disso - Você fala.

- É, nossa investigação paralela está evoluindo bem e não podemos deixar nada afetá-la - Ela diz.

- Tem razão, talvez nossa investigação paralela se resolva primeiro do que nossa investigação principal - Você fala.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 10

Depois de um tempo, finalmente vocês saem do trem e chegam no hotel, então se despede de Sara e vai em direção ao seu quarto para poder tomar um banho e relaxar um pouco depois de um dia de trabalho tão cansativo.

Você estava assistindo televisão em seu quarto pensando em pedir algo para comer quando percebe que seu celular estava vibrando e quando o pega, vê que eram notificações de mensagens de Sara.

Sara: S/N
Sara: O que você está fazendo?
Sara: Me responde!!!
Você: Oi
Você: Estou aqui deitado(a) e assistindo televisão
Você: E você?
Sara: Está com fome?
Você: Sim, estava até pensando em pedir algo
Sara: O que acha de sairmos para comer?
Você: Eu acho uma ótima ideia
Sara: Então se arrume e me espere no hall de entrada do táxi daqui a 30 minutos
Você: Certo, vê se não demora
Sara: Pode deixar
Você: Então até daqui a pouco
Sara: Até

Assim que se despede de Sara, você bloqueia seu celular e se levanta para procurar uma roupa bonita para sair pois como iria sair a noite, não poderia sair com qualquer tipo de roupa já que estava em uma cidade que valorizava tanto estar bem vestido.

Qual roupa escolheu?

Continua depois da publicidade

Cena 11

Imagem da cena

Após terminar de se arrumar, você conferiu sua imagem por uma última vez e então saiu de seu quarto para ir em direção ao elevador que iria te levar até o andar do hall de entrada para esperar por Sara.

Assim que chegou no hall de entrada, você se sentou em uma das poltronas que havia no lugar para esperar por Sara e aproveitava o momento para observar as várias pessoas que passavam pelo local naquele momento. Uma parte de você pensava na possibilidade de encontrar com a tal pessoa das fotos durante o jantar, será que essa pessoa iria realmente aparecer ou iria conseguir uma folga dessa situação maluca?

- Cheguei - Diz Sara animada.

- Finalmente - Você fala se levantando.

- Você está lindo(a) - Ela diz animada.

- Obrigado(a), você também está - Você a analisa dos pés a cabeça - Até demais para alguém que vai a um restaurante.

- Sobre isso....

- O que é? - Você pergunta desconfiado(a).

- Nós não vamos exatamente em um restaurante - Ela diz sorrindo.

- Não é possível Sara - Você fala.

- Nós vamos para outro lugar onde também poderemos comer, você vai gostar - Ela diz.

- Não sei Sara, eu só queria comer e voltar para casa.

- Você pode fazer isso, mas também pode se divertir enquanto isso - Diz Sara.

- Tudo bem, vou dar uma chance, mas espero que valha a pena - Você fala.

- Ótimo, tenho certeza que você vai gostar - Ela diz animada.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 12

Não demora muito e logo o táxi estaciona em frente ao hotel, então vocês entram no carro e alguns minutos depois, chegam em um local bem diferente pois sua decoração era bem clássica como se tivesse parado no tempo. Além de restaurante, também havia um local onde várias pessoas dançavam uma música italiana bem típica, o lugar estava bem cheio de pessoas dançando animada.

- Como você encontrou esse lugar? - Você pergunta ainda admirando o lugar.

- Sabia que você iria gostar - Sara diz sorridente.

- Mas você não respondeu minha pergunta - Você insiste.

- Você vai descobrir - Ela diz e te puxa para dentro.

Assim que chegam no lugar, uma mulher leva vocês até uma mesa onde haviam quatro pessoas sentadas sorrindo para vocês.

- Oi gente - Diz Sara animada.

- Olá - Todos falam.

- Pessoal, esse(a) é S/N - Sara lhe apresenta.

- Olá - Você fala sem graça.

- S/N, esses são Pietra, Enrico, Victor e Lohan - Ela diz enquanto os apresenta.

- É um prazer conhecê-los - Você fala.

- O prazer é nosso, por favor, se sentem - Victor diz.

- Claro - Sara fala se sentando.

Sara estava bem feliz, mas você não compartilhava da mesma alegria já que não conhecia aquelas pessoas e se sentia deslocado(a), mas como tinha prometido a Sara que iria tentar, não poderia já ir embora tão cedo.

- O que acham de já pedirmos o que comer? - Enrico pergunta.

- Sim - Vocês respondem.

- Então o que vão querer? - Pietra pergunta sorrindo.

Continua depois da publicidade

Cena 13

Não demora muito e logo o garçom traz o prato de vocês que era uma delícia, mostrando que valia a pena ter ido até aquele lugar.

- Então S/N, Sara nos disse que vocês são detetives dos Estados Unidos - Diz Lohan.

- Ah, foi? - Você pergunta e dá uma olhada mortal em Sara.

- Sim, parece uma profissão muito divertida - Lohan responde.

- É bem cansativo, mas bem divertido também - Você fala.

- Já viram muitos casos malucos ou diferentes? - Pietra pergunta.

- Nem tanto, nós não pegamos tantos casos grandes até agora - Você responde.

- Qual foi o maior? - Victor pergunta.

- Está sendo o atual - Sara responde.

- Sério? E qual é? - Victor pergunta curioso.

- É sobre...

Sara ainda estava falando quando você a cutuca por baixo da mesa pois ela não poderia contar sobre o caso que estavam trabalhando pois era segredo.

- Ele não é grande em relação ao caso, mas é grande pois é a primeira que tivemos que viajar - Sara responde.

- Mas é sobre o quê? - Pietra pergunta.

- Sinto muito, mas como ainda não foi resolvido, não podemos dar muito detalhes - Sara responde.

- É uma missão secreta, como agentes - Enrico diz animado.

- Mas está tudo bem, nós não queremos prejudicar o trabalho de vocês, então não precisam dar detalhes, por mais curioso que seja - Lohan fala.

- Ainda bem que vocês entendem - Você diz.

- Sou uma pessoa curiosa, mas vou me segurar para não perguntar mais - Pietra diz rindo.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 14

Vocês passaram mais um tempo conversando e até que você estava se divertindo mais do que esperava, os amigos de Sara pareciam ser bem legais e pessoas normais como qualquer outras.

- O que acham de irmos dançar um pouco? - Pietra pergunta animada.

- Acho melhor não - Você responde.

- Nem sabemos como dançar essa música típica - Sara responde.

- É fácil, nós podemos ensinar - Victor fala.

- Então eu acho que vou - Sara responde sorridente.

- E você S/N? - Pietra pergunta.

- Não, prefiro ficar, mas podem ir que vou assistir daqui - Você responde.

- Podem ir, eu faço companhia para S/N - Lohan fala.

- Não precisa, posso ficar só - Você diz.

- Eu não posso dançar de qualquer forma porque meu pé está machucado - Lohan fala.

- Então tudo bem, nós ficaremos - Você diz.

- Então vamos logo - Pietra se levanta animada.

De longe você consegue ver Pietra e Enrico dançando enquanto Victor ensinava Sara a dançar, ela estava tão feliz e uma parte de você estava achando aquilo um pouco estranho pois ela parecia gostar de Victor, o que não era algo bom já que ela não poderia esquecer que ainda tinha um namorado nos Estados Unidos.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 15

- Você quer ir dançar? - Lohan pergunta.

- O quê? - Você pergunta sem entender.

- Você quer ir dançar? Está olhando tanto para eles - Lohan responde rindo.

- Não, claro que não. Só queria observar mais essa dança que nunca tinha visto - Você fala.

- É uma dança bem comum aqui na Itália, triste que americanos não tem - Lohan diz.

- É, não é algo nada comum - Você ri.

- E você? Está gostando da Itália? - Lohan pergunta.

- Sim, é um lugar muito lindo e com uma ótima comida - Você responde.

- Eu concordo totalmente, por isso que nunca mais consegui ir embora - Lohan diz.

- Como assim? - Você pergunta.

- Pareço ser daqui? - Lohan pergunta rindo.

- Sim - Você responde sem entender.

- Na verdade sou da França, de Paris mais especificamente - Diz Lohan.

- Eu não fazia ideia, isso explica esse nome tão diferente - Você fala.

- Eu sei, meu nome sempre é a primeira coisa que me entrega - Lohan sorri.

- E quando você veio morar aqui? - Você pergunta.

- Eu vim para fazer faculdade e me apaixonei por Roma - Lohan responde.

- Entendo, não posso julgar pois é realmente um lugar lindo - Você fala.

- Já teve a chance de caminhar sem destino? - Lohan pergunta.

- Infelizmente não, mas pretendo fazer isso um dia - Você responde.

- Se quiser uma companhia, pode me chamar que seria uma honra lhe apresentar todos os lugares - Lohan diz.

- Vou pensar a respeito, mas como você poderia me chamar para conhecer a cidade com um pé machucado? - Você pergunta rindo.

- Logo meu pé vai melhorar, foi apenas uma torção, nada grave - Lohan responde.

- Que bom, então vou considerar sua proposta - Você ri.

- Pode considerar, seria um desperdício vir a Itália, principalmente Roma, e não conhecer esse lugar lindo - Lohan fala.

- Você está me deixando com mais vontade de conhecer - Você diz.

- É bom mesmo, é só me ligar que poderemos ir - Lohan diz.

- E como você machucou o pé? - Você pergunta.

- Durante o trabalho, acabei caindo de mal jeito - Lohan responde.

- Com o que você trabalha? - Você pergunta.

- Trabalho em um escritório de advocacia, uma chatice, nem se compara com o seu trabalho interessante - Lohan responde.

- Meu trabalho também pode ser bem chato, não se engane. A vida de detetive não é como nas séries e filmes - Você fala.

- Acho que nada é nunca o que parece ser - Lohan diz sorrindo.

- Tenho que concordar.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 16

Imagem da cena

Você e Lohan passaram mais um tempo conversando sobre vários assuntos até que Sara, Victor, Pietra e Enrico pararam de dançar e vieram fazer companhia a vocês para continuarem conversando mais um tempo.

Vocês conversaram por um longo tempo naquele lugar e foi muito mais divertido do que você esperava, era bom passar um tempo como pessoas normais sem ter que lidar com preocupações devido ao trabalho e até mesmo conseguiu esquecer um pouco de tudo o que estava acontecendo.

Finalmente, já estava ficando bem tarde, então vocês se despediram dos amigos de Sara e voltaram para o hotel pois ainda estavam no meio da semana e no próximo dia teriam que trabalhar.

No próximo dia a realidade iria voltar a tona e vocês iriam descobrir se Giacomo tinha conseguido ou não que vocês fizessem o interrogatório com a família Ferrazette e não poderia estar mais empolgado(a) para descobrir qual seria a resposta. Será que finalmente iria chegar ao ponto principal da investigação?

Continua depois da publicidade
Gostou do capítulo?

Continua no próximo capítulo

Não perca o próximo capítulo!

Miss Chanandler Bong ainda não publicou o próximo capítulo.


Adicione à sua biblioteca para ser notificado(a) de novas publicações!

Anterior
O que você achou deste capítulo?
Mαh. ₊♡

Mαh. ₊♡ Capítulo perfeitoooooo, adorei real.

Já estou fanficando sobre S/N e Lohan AAAAAAAAAAAAAA
Acho que ele pode estar envolvido sobre o caso, talvez seja a pessoa das fotos e isso explica o machucado no pé - lembrem da noite que S/N, Sara e Ian estavam indo na casa de Graziela.

Massss, eu amo um enemies to lovers - pra quem não sabe oque significa, é basicamente: inimigos para amar, e bem, isso explica muita coisa né KKKKKK - e espero que S/N se apaixone por ele, imaginaaa, S/N se apaixonando por quem tem que prender KKKKKKK ai eu preciso disso. Já tô começando a ficar dividida entre Ian e Lohan, aiai acontece né..

“Nada nunca é oque parece”
Essa frase me deixou cismada num nível que mds. Tantas coisas passaram pela minha mente quando li isso - em relação ao que ele realmente se referenciava.

2d 3 ResponderMais
Melissa

Melissa Eu não serviria para ser detetive nessa história, quando Giacomo se aproximou já comecei a rir de nervoso KKKKKKK eu tenho medo de que no final das contas, Giacomo não tenha ´´nada´´ a ver com a morte de Giuseppe, é tudo tão estranho.
Eu amei Miss,está perfeito!

2d 3 ResponderMais
AnnaBlack

AnnaBlack Eu to achando esse Lohan muito suspeito. Essa fala dele "nada nunca é o que parece" não me convenceu e como ele machucou o pé se trabalha em um escritório ? Suspeito, eu acho que ele pode ser um espião

Capítulo perfeito

2d 2 ResponderMais
Ace Castro

Ace Castro Não vou desistir do meu ship S/n e Ian :')

1d 0 ResponderMais
Cancelar