ØLYMPIA
12

ØLYMPIA Capítulo 176

A Rebelião - Parte 3

Publicado em 13/05/2021

S/N e Laura conseguem sair da cela e lideram o grupo que estava preso em direção a saída, mas será tão fácil sair daquele lugar?

Continua depois da publicidade

Cena 1

Imagem da cena

Você, Laura e as outras pessoas estavam caminhando já fazia um bom tempo pelo estranho e escuro corredor daquele lugar em busca de uma porta que pudessem sair em segurança. De vez em quando ouviam barulhos de explosões, além de pessoas gritando e outras correndo, o que faziam com que todos ficassem estáticos para não chamar atenção.

Enquanto caminhavam, você tentava passar confiança para todos já, mas era difícil ser a pessoa otimista e confiante quando todos e até mesmo Laura estavam morrendo de medo do que poderia estar acontecendo ou o que poderia acontecer com eles.

Mesmo que tentasse se manter forte e confiante a todo custo, era bem difícil já que o medo também lhe dominava pois a qualquer momento vocês poderiam ser surpreendidos pelos Crônidas e voltar para aquelas celas novamente ou até mesmo sofrer um fim ainda pior.

Não era apenas sua vida que estava em risco, mas também de outras pessoas, era a vida de Laura, dos guerreiros que decidiram seguir vocês e inclusive a vida dos civis inocentes que nada tinham a ver com aquela situação, eram apenas pessoas que tiveram o azar de viver naquele lugar. Qualquer erro ou atitude mal tomada poderia colocar tudo a perder e fazer com que todos vocês sofressem as consequências. Aquilo era um peso muito difícil de se carregar pois ainda estava aprendendo a não se preocupar tanto com os outros, mas agora tinha que fazer o completo oposto pois realmente queria manter todas aquelas pessoas vivas, elas não tinham culpa de nada e mereciam viver mais e em paz. Mas o que você teria que fazer para conseguir atingir esse objetivo quando nem ao menos sabia o que fazer naquele momento?

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 2

Vocês estavam caminhando quando escutam o som de pessoas correndo e então param o que estavam fazendo para não fazer nenhum som que poderia ser ouvido pelos Crônidas.

"Chefe, eles fugiram" Diz uma voz distante.

"Quem fugiu?"

"Algumas celas estão vazias, então os outros prisioneiros fugiram"

"Procurem os prisioneiros, eles não devem ter ido muito longe" Uma voz grita bem alto.

"Como eles conseguiram fugir? Era impossível"

"Talvez Atlas finalmente tenha aparecido"

"Essa é uma possibilidade interessante"

"A isca também fugiu?" Uma voz que parecia a de Emília pergunta.

"Infelizmente sim"

"Eu quero que todos procurem os prisioneiros e os encontrem"

"Sim senhor"

"O que faremos com aqueles que encontrarmos?"

"Matem todos, eu apenas quero Atlas e S/N, o resto não me faz diferença"

"Sim senhor"

"Atlas, se estiver me ouvindo, eu vou lhe encontrar e você vai se arrepender muito por ter cruzado meu caminho" - Uma voz masculina grita bem alto.

"S/N, se você estiver ouvindo, saiba que eu vou caçar você em qualquer lugar, mesmo que essa seja a última coisa que eu faça em vida" - Você percebe que era a voz daquele homem que estava Emília mais cedo.

"Chega de conversas, vão fazer o que precisam fazer. Encontrem Atlas e S/N para mim"

"Sim senhor"

Então as vozes param de falar e vocês apenas escutam o som de corrida, pelo som, pareciam que muitas pessoas iriam caçar vocês. Ouvir aquela conversa lhe causou um enorme pânico pois eles não apenas queriam você como iriam acabar com todos os outros, inclusive Laura.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 3

- Precisamos sair o mais rápido daqui antes que eles nos encontre - Diz um dos guerreiros lhe trazendo de volta a realidade.

- S-Sim, eu concordo - Você fala.

- Você está bem? - Laura pergunta preocupada.

- Estou sim, por que a pergunta? - Você pergunta.

- Você está com uma cara péssima como se tivesse visto um fantasma - Ela responde.

- Não se preocupe, eu estou bem - Você fala tentando disfarçar seu nervosismo.

- Vamos andar mais rápido pois ainda corremos o risco de que aquele grupo que tenha ficado nas celas possa falar por onde fugirmos - Uma guerreira diz.

- Verdade, não tinha pensado nisso, deveríamos ter acabado com eles para que não houvesse essa possibilidade - O guerreiro fala.

- Mas assim iriamos estar agindo como os Crônidas e nós não somos eles - Laura diz.

- Eu sei disso, mas era a única forma de não corrermos perigo - O guerreiro fala.

- Eu ainda tenho esperança na humanidade, eles não vão falar nada - Laura diz.

- Agora você está sendo bem ingênua - A guerreira fala.

- Pode ser, mas prefiro acreditar nisso do que ficar enlouquecendo de medo como vocês - Laura diz.

- Sem contar que já estamos bem longe, não há como voltar atrás, então vamos parar de ficar pensando no que deveríamos ter feito e focar no que precisamos fazer - Você fala.

- Tem razão, esse não é o momento para discussões bobas - Laura diz.

- Certo - Eles falam.

- Continuem andando e procurando por alguma saída - Você diz.

- Exatamente, se quiserem sair vivos, continuem andando e procurando pela saída - Laura fala e logo todos voltam a andar.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 4

- Eu achava que esses Crônidas eram apenas rebeldes mais extremos e revoltados com a vida, mas agora acho que eles são uma ameaça ainda pior - Diz Laura.

- Verdade, eles são bem piores que os rebeldes - Você fala.

- E eles estão me deixando tão confusa que nem sei o que pensar mais - Laura diz.

- Como assim? - Você pergunta.

- São tantas perguntas que não chego a uma resposta que faça sentido - Ela responde.

- Quais perguntas mais exatamente? - Você pergunta.

- Qual seria o motivo de drenar os poderes das pessoas? - Laura pergunta.

- Eu não faço a menor ideia - Você responde.

- Não consigo pensar em nenhuma resposta que faça sentido para essa resposta. Faria tanto mais sentido querer usar essas pessoas para aumentar o exército deles e torná-los mais fortes - Ela diz.

- Tem razão, mas vai entender como a mente deles funciona - Você fala.

- Eu realmente queria saber o motivo dessa drenagem de poderes, mas também existe outra pergunta que está me deixando confusa - Ela diz.

- Qual seria o motivo deles estarem obcecados com Atlas? - Ela pergunta.

- Acho que deve ser porque Atlas que invadiu o lugar primeiro - Você responde.

- É uma possibilidade que faz sentindo, eu estava pensando que seria porque Atlas tem todos os poderes ou se era porque Atlas tinha um envolvimento maior do que imaginávamos - Ela diz.

- O que você quer dizer? - Você pergunta sem entender.

- Sei lá, talvez Atlas tivesse uma história com os Crônidas que nós nem imaginamos - Ela responde.

Continua depois da publicidade
  • Não acho que seja isso
  • Não sei o que pensar
  • É uma possibilidade que faz sentido

Cena 5

- Talvez eu esteja fazendo um péssimo julgamento sobre Atlas, mas é uma possibilidade que podemos considerar, não sabemos os segredos que as pessoas escondem - Diz Laura.

- Isso é verdade, principalmente no caso de Atlas que é uma pessoa tão fechada e reservada - Você fala.

- Exatamente - Ela diz.

- Atlas é a pessoal mais correta e leal aos deuses que eu já vi na vida, não falem bobagens como essa - Um dos guerreiros fala.

- Seus superiores nunca lhe ensinaram a não se meter na conversa dos outros? - Laura pergunta impaciente.

- E os seus não ensinaram a respeitar aqueles que são superiores a você? - Ele pergunta.

- Eu respeito Atlas, apenas estou tentando descobrir o motivo dos Crônidas estarem tão obcecados - Laura responde.

- Isso deve ser porque Atlas sempre se destacou desde Olympia, eles devem querer Atlas para fazer parte da corja deles - Uma guerreira responde.

- É uma boa possibilidade - Laura fala.

- Também há a possibilidade deles quererem os poderes de Atlas já que é uma das poucas pessoas que recebeu todos os poderes - Outro guerreiro diz.

- Essa também é uma ótima possibilidade. Viu como dá para fazer várias suposições sem mal educação? Ninguém está julgando ou desrespeitando ninguém, estamos apenas tendo um debate saudável - Laura fala tranquilamente enquanto olha para o guerreiro.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 6

- Mas e o seu caso S/N? - Laura pergunta.

- Como assim? - Você pergunta.

- Qual o motivo deles estarem atrás de você? - Laura pergunta.

- Eu não sei bem - Você responde.

- Como assim? - Ela pergunta confusa.

- Aquela tal de Emília que me enganou e o cara que anda com ela parecem realmente me odiar - Você responde.

- Existe um motivo para isso? - Ela pergunta.

- Não que eu saiba, sinto que eles realmente me odeiam - Você responde.

- Mas eles não disseram nada? Deve haver algum motivo para que eles queiram te manter vivo(a) - Laura diz.

- Eles falaram sobre drenar meus poderes pois meus poderes podem ser especiais - Você fala.

- Como assim? - Ela pergunta.

- Eles disseram que minha mãe estava grávida durante a distribuição de poderes, então pode ser que isso tenha feito meus poderes serem especiais - Você responde.

- Será que isso é possível? - Laura pergunta.

- Eu não faço a menor ideia - Você responde.

- Se for verdade, você realmente pode ser alguém especial - Ela diz animada.

- Laura, é só uma suposição, ninguém nunca falou sobre isso, então pode ser que não seja nada - Você fala.

- S/N, se isso for verdade, você é mais forte do que imagina - Laura diz.

- Esse não é o momento, vamos focar em coisas reais e não em delírios. Eu não confio nos Crônidas, então não dá para ter certeza - Você fala.

- Tem razão, vamos ignorar isso por agora, mas depois precisamos investigar mais a respeito - Ela diz.

- Certo, nós iremos - Você fala.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 7

Imagem da cena

Vocês caminharam por mais um tempo até que finalmente Laura consegue encontrar algo que parecia uma porta, como podia ser perigoso, apenas você e Laura passaram pela passagem estreita para se certificarem que era um lugar seguro antes que os outros pudessem passar.

Você e Laura tiveram que se arrastar pela pequena passagem por um tempo, parecia algo como uma tubulação de ar, mas logo finalmente você chega em uma outra porta, então respira fundo e com muito cuidado abre a porta com medo do que poderia estar do outro lado.

Assim que você abre a porta e consegue entrar, percebe que estava em algo que parecia um salão escuro e vazio, não parecia ter ninguém naquele lugar, mas mesmo assim vocês decidiram caminhar um pouco mais antes de ter certeza que era um lugar seguro.

- Esse lugar é enorme - Você fala.

- Verdade, como eles conseguiram dominar um lugar desse em tão pouco tempo? - Laura pergunta.

- Acho que existiam Crônidas disfarçados nesse lugar - Você responde.

- Isso faz sentindo, isso explicaria o motivo dessa rebelião acontecer tão rápido - Ela diz.

- Verdade - Você fala.

- Essa rebelião deve ter sido planejada por um longo tempo - Laura diz.

- Com certeza, a Ilha de Erítia está cheia de armadilhas e eles tem um lugar como esse para poderem ficar, isso não é algo que dá para fazer sem um bom planejamento - Você fala.

- Não consigo entender como em uma situação como essa que está claramente fora de controle, o Dion ainda teve coragem de dizer que era algo pequeno que nem poderia ser chamado de rebelião, isso aqui nem parece mais uma rebelião e sim uma guerra - Ela diz.

- Concordo, mas acho que ele fez isso para que não nos preocuparmos - Você fala.

- Pode ser, mas nós somos guerreiros, ele deveria ter falado a verdade para que pudéssemos nos preparar, eu não estava levando isso a sério no início - Laura diz.

- Isso é verdade - Você fala.

- Então você acha que o que o Yuri disse sobre essa rebelião ser por causa deles terem colocado fogo naquele lugar é verdade? - Laura pergunta.

Continua depois da publicidade
  • Eu acredito que sim
  • Não sei
  • Acho que não

Cena 8

- E o que você acha? - Você pergunta.

- Estou muito confusa - Laura responde.

- Como assim? - Você pergunta.

- Ao mesmo tempo que é a possibilidade que faz muito sentido, também não faz muito sentido pois não acho que é um motivo bom o bastante para causar uma rebelião - Ela responde.

- É, realmente não faz sentido, mas não sabemos como esses Crônidas pensam - Você fala.

- Verdade, acho que tem apenas duas possibilidades para isso - Ela diz pensativa.

- E quais seriam? - Você pergunta.

- Ou eles apenas estavam esperando qualquer coisa para que fosse o estopim ou talvez naquele lugar tinha alguém muito importante para os Crônidas e isso fez com que eles ficassem furiosos - Ela responde.

- São duas possibilidades que fazem muito sentido - Você fala.

- Quando nós estávamos escutando eles conversarem, percebi que eles chamaram alguém de "senhor", então significa que existe uma hierarquia mesmo que eles lutem contra isso - Ela diz.

- Verdade, então temos que encontrar o líder principal deles, se acabarmos com ele, talvez os outros fiquem com medo e perdidos - Você fala.

- Você está falando de nós? - Laura pergunta chocada.

- Sim, por que não? - Você pergunta.

- Nem conseguimos tirar essas algemas, como poderemos derrotar o líder dos Crônidas? - Ela pergunta.

- Não será algo fácil de ser feito, mas não é impossível - Você responde.

- Acho que você anda passando muito tempo com Taylor, sua confiança está bem alta - Ela diz.

- E eu não sei o que aconteceu com você para se tornar tão pessimista, antes você costumava ser mais confiante - Você fala.

- Tem razão, não sei o que todas aquelas competições fizeram comigo - Ela diz.

- A jornada até aqui não foi fácil, mas conseguimos, então acredito que podemos acabar com o líder dos Crônidas - Você fala.

- É, tem razão, nós somos capazes de fazer isso - Laura diz respirando fundo.

- Esse é o espírito, essa é a Laura que quero ver, a Laura confiante - Você fala sorrindo.

- E ela vai ficar aqui com você - Ela diz.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 9

Vocês começaram a caminhar para sair do salão quando escutam um som e ao se virarem para trás percebem que eram quatro homens, entre eles, o homem que estava com Emília mais cedo.

- Parece que nos encontramos novamente criança - Ele diz sorridente.

- Q-quem é você? - Laura pergunta assustada.

- Acho que você sabe o que eu sou, isso é a única coisa que importa - Ele responde.

- Eu estava tão ansioso para te encontrar S/N, eu tinha feito uma promessa a você e preciso cumprir - Ele diz.

- Tire essas algemas de mim e iremos ver quem é melhor - Você fala.

- Sinto muito criança, mas isso não será possível. Se você é tão forte, será capaz de me derrotar sem seus poderes - Ele diz.

- Você é tão medroso assim que quer lutar com uma "criança" algemada? - Você pergunta.

- Adoro como você gosta de me testar, só me dá mais vontade de acabar com você - Ele responde.

- Mas você não pode me matar, não é o que seus superiores querem - Você fala.

- Primeiro que não tenho superiores, isso é para escravos como vocês. Você tem razão, por enquanto não posso te matar, mas isso não significa que eu posso te machucar o bastante para desejar morrer - Ele diz sorrindo.

- Isso é o que nós veremos - Você fala.

- Então vamos ver do que você é capaz - Ele diz.

- Nós vamos lutar? - Laura pergunta para você.

- Sim - Você responde para ela.

- Sinto muito princesa, me sinto mal de acabar com um rostinho tão bonito, mas infelizmente eles não precisam de você - Ele diz para Laura.

- Eu que sinto muito, vocês não serão capazes de acabar com a gente - Laura fala.

- Pelo jeito a coragem de maluco é algo ensinado por seus superiores, gosto disso, odeio quando tenho que lutar com guerreiros medrosos, não tenho nenhuma diversão, mas com vocês será bem divertido - Ele diz aumentando ainda mais o sorriso.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 10

Não demora muito e logo o homem e os outros Crônidas começam a correr em direção a vocês, então Laura se afasta e corre para o lado, dois homens vão em direção a ela, enquanto dois sobram para você.

- Aqui S/N - Laura diz e joga uma espada antiga para você.

- Obrigado(a) Laura - Você fala ao pegar a espada.

Não seria fácil segurar e lutar com uma espada quando tinha uma algema que prendia seus braços e restringia seus movimentos, mas mesmo assim, não deixaria aquilo lhe afetar e iria acabar com aqueles dois homens pois derrotá-los tinha se tornado uma questão de honra.

Sua desvantagem na luta era visível pois além de usar uma algema, era apenas você contra os dois homens que também usavam espadas, você nunca havia lutado com duas pessoas ao mesmo tempo em toda a sua vida, então não sabia aplicar suas técnicas naquela situação.

Como aquela era uma luta de verdade e que não precisava seguir nenhuma regra como em seus treinos, você aproveitou para usar tudo o que poderia a seu favor, então quando não usava a espada, conseguia dar chutes neles que não esperavam. Como você queria estar sem algemas pois eles eram muito bons com espadas, mas péssimos em luta corporal, então conseguiria derrotá-los com facilidade apenas com sua luta corporal e poderes, mas infelizmente aquilo não seria possível.

Você percebeu que Laura estava enfrentando grandes dificuldades, então precisava terminar logo aquela luta para ajudá-la. Você conseguiu acertar um golpe fatal em um dos homens e logo ele caiu sem vida, mas ainda faltava aquele que mais te odiava, para seu azar ele era bem forte e não apenas o tipo de que falava mais do que fazia.

- Eu vou fazer você querer que eu te finalize - Ele diz.

- Vejo muitas palavras e poucas ações, você já não causa mais medo em mim - Você fala tentando demonstrar confiança.

- Vamos ver se você pensa assim quando eu acabar com você - Ele diz.

- Você não consegue vencer de uma pessoa algemada, me sinto mal pelos Crônidas por saber que você é o tipo de pessoa que os defende - Você fala.

- Sua criança estúpida, você não faz ideia do que sou capaz - Ele diz.

Ele estava cada vez mais estressado, o que fazia com que ele agisse mais por impulso e nem sempre conseguia acertar bons golpes, você estava com um certo medo da raiva dele fazer com que ele começasse a usar os poderes que tinha, mas pelo jeito ele não tinha nenhum poder pois qualquer pessoa normal já teria usado seus poderes para acabar com a luta.

Como você já estava começando a ter certeza que ele não tinha poderes, foi perdendo seu medo e aumentando ainda mais sua confiança, então começou a atacá-lo com ainda mais vontade, era uma ótima forma de descontar a raiva que estava sentindo por ter sido enganado(a) por Emília.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 11

Depois de um bom tempo lutando e de muitos machucados e cortes, finalmente você consegue derrubar o homem e assim ficando sobre ele com sua espada, você estava com tanta raiva dele que nem ao menos quis escutar o que ele tinha a dizer e logo o finalizou.

Assim que se virou para ver como Laura estava, percebeu que ela estava dando o último golpe nos dois homens que tinham ido para cima dela, ela finaliza e se vira para você com uma expressão preocupada.

- Ainda bem que você está bem - Diz Laura aliviada.

- Eu não iria perder - Você fala confiante.

- Eu sei, mas mesmo assim me preocupo - Ela diz.

- Você está machucada? - Você pergunta ao ver que ela tinha um corte na barriga.

- Não é nada, eu estou bem - Ela responde.

- Laura, nós precisamos tirar você daqui - Você fala.

- Não, eu vou ficar com você, nós iremos derrotar o líder dos Crônidas juntos(a) - Ela diz.

- Você pode não aguentar, esse corte está muito feio - Você fala.

- Não, eu nunca vou te abandonar - Ela diz.

- Não considere um abandono e sim uma necessidade - Você fala.

- Como eu disse, eu prefiro morrer lutando do que fugindo como um covarde - Diz Laura.

- Eu sei disso e você não irá fugir por covardia, você irá embora para se cuidar - Você fala.

- Não, nós iremos encontrar uma saída para tirar aquelas pessoas e vamos apenas nós derrotar o líder dos Crônidas - Ela diz.

- Tem certeza? - Você pergunta.

- Nunca tive tanta certeza em toda a minha vida - Ela responde.

- Certo, se você diz - Você fala.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 12

Você ajudou Laura para que ela se apoiasse a você, então começaram a andar em passos lentos em busca de uma saída quando escutam um novo som e ao olhar para trás, percebem que eram mais Crônidas, porém dessa vez a quantidade era ainda maior e vocês não conseguiriam dar conta de todos eles, principalmente que Laura já estava bem machucada.

- O que vamos fazer S/N? - Laura pergunta assustada.

- Eu não faço ideia, nós não somos capazes de acabar com tantos - Você responde.

- Acho que agora é realmente o fim - Laura diz.

Eles começaram a andar em direção a vocês quando eles param repentinamente para entender o que estava acontecendo pois estavam ouvindo vários gritos e um barulho alto vindo de um lugar próximo.

- O que está acontecendo? - Laura pergunta confusa.

- Eu não sei, mas dessa vez os sons estão tão pertos - Você responde.

No mesmo instante, você vê um clarão muito forte que lhe causa dificuldade em enxergar, apenas começa a ouvir os gritos dentro do salão em que estava e percebe que os Crônidas estavam caindo já sem vida. Você tentava ver o que estava acontecendo quando se surpreende ao ver que já estavam todos caídos, o que poderia estar acontecendo?

- A-Atlas? - Laura pergunta sem acreditar.

- O quê? - Você pergunta e surpreende ao ver Atlas se aproximando de vocês.

- Vocês estão bem? - Atlas pergunta ao se aproximar de vocês.

- Você derrotou todos eles? - Laura pergunta surpresa.

- Sim, mas isso não é importante agora, vocês estão bem? - Atlas pergunta.

- Eu estou bem, mas a Laura está bem ferida - Você responde.

- Deixe me ver - Atlas diz e Laura mostra o corte em sua barriga.

- Vou fazer um curativo para estancar o sangue, mas você precisa sair daqui se não vai perder muito sangue - Atlas fala.

- C-certo - Laura diz ainda confusa.

- Só tem vocês? - Atlas pergunta.

- Não, tem algumas pessoas no corredor que estão esperando nosso sinal para poderem sair - Você responde.

- São civis ou guerreiros? - Atlas pergunta.

- Ambos - Você responde.

- Certo, precisamos tirar eles e também vocês daqui - Atlas diz.

- Como vamos sair daqui? Nem sabemos onde estamos - Laura fala.

- Eu sei onde estamos, não se preocupe - Atlas diz.

- Ok - Laura fala sem entender.

- S/N, dê o sinal para eles - Atlas fala.

- Mas aqui não é perigoso? - Você pergunta.

- Não, por enquanto consegui acabar com as ameaças daqui, mas temos pouco tempo até que chegue mais deles - Atlas responde.

- Certo, vou dar o sinal - Você fala e vai correndo em direção a tubulação que tinha passado para dar o sinal.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 13

Você dá três batidas no corredor, aquele era o sinal que tinha combinado com os outros, então não demora muito e logo eles começam a chegar na sala. Seu coração estava acelerado com tudo o que tinha acontecido e ainda estava com muito medo que a qualquer momento alguém pudesse entrar no salão.

Finalmente todos chegam e vão em direção a Atlas para saber o que deveriam fazer.

- Atlas, finalmente você apareceu - Diz um guerreiro.

- Estamos tão felizes de ver que você está bem - Uma guerreira fala.

- É bom ver que estão todos bem também, mas agora não é hora para conversa, estamos em um momento crítico - Atlas diz.

- Certo - Eles falam.

- Atrás daquele quadro grande tem uma passagem que irá levá-los até o lado de fora desse lugar, quando chegarem lá, precisam passar aos poucos pela cerca sem chamar atenção vocês precisam tomar cuidado, os Crônidas estão em toda parte, eu já cavei o buraco onde você irão passar, então o objetivo é deixar os civis e todos os guerreiros feridos do lado de fora de Erítia. Aqueles que estiverem bem, devem ajudar os outros guerreiros que estão enfrentando a luta maior a alguns metros daqui - Atlas diz.

- Do lado de fora de Erítia? - Você pergunta.

- Sim, estão levando essas pessoas para outros lugares onde elas podem ficar seguras, já os guerreiros estão sendo levados de volta a Reia para serem tratados - Atlas responde.

- E você não vai com a gente? - Laura pergunta.

- Eu não posso, meu trabalho é aqui dentro, mas podem ir sem mim, se seguirem o que eu disse com muita atenção e cuidado, não terão dificuldades - Atlas responde.

- Certo, então vamos logo pois a qualquer momento chegará outros Crônidas - O guerreiro diz.

Todos começam a correr em direção ao local que Atlas, ficando apenas você, Laura e Atlas.

- Vocês precisam ir agora - Diz Atlas.

- Não, nós iremos te ajudar - Laura fala.

- No seu estado, você irá atrapalhar mais do que ajudar - Atlas diz.

- Laura, você precisa ir com eles - Você fala.

- Como assim? Nós vamos derrotar o líder dos Crônidas - Ela diz.

- Você não pode fazer isso, já está muito machucada, é melhor ir para Reia e cuidar de seu machucado - Você fala.

- Então venha comigo - Ela diz.

- Não, eu vou com Atlas - Você fala.

- Não, você vai também eles - Atlas diz.

- Não, eu estou bem e posso me cuidar, então vou com você - Você fala.

- Se você diz - Atlas diz dando de ombros.

- S/N.. - Laura fala com lágrimas nos olhos.

- Está tudo bem, pode ir, eu ficarei bem. Eles precisam de alguém como você senão vão cometer erros - Você diz.

- Certo, eu vou, mas prometo que assim que puder eu voltarei - Ela fala.

- Eu sei disso, pode ir - Você diz.

- Tome muito cuidado e me prometa algo - Ela fala.

- O quê? - Você pergunta.

- Me prometa que você vai viver - Ela responde.

- Eu prometo e espero que você também cumpra essa promessa - Você diz.

- Eu prometo, tchau S/N, boa sorte - Laura fala te abraçando.

- Boa sorte para você também - Você diz.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 14

Você fica parado(a) observando Laura e o grupo se afastando até irem em direção ao local que Atlas havia falado, logo todos eles entram no lugar e somem.

- Tem certeza da sua decisão? Ainda dá tempo de mudar de opinião - Diz Atlas.

- Não, eu sei o que estou fazendo - Você fala.

- Você é responsável por si, não estou aqui para cuidar de ninguém - Atlas diz.

- Não se preocupe, eu sei me cuidar - Você fala.

- Sua teimosia me surpreende - Atlas diz.

- Foi graças a minha teimosia que consegui sair de uma cela e tirar todas aquelas pessoas - Você fala.

- Está querendo que eu te parabenize por ter feito seu trabalho? - Atlas pergunta.

- Claro que não, não me importo com sua opinião - Você responde.

- Estou vendo que somos uma ótima dupla - Atlas diz rindo.

- Acho que um Crônidas seria uma dupla melhor que você - Você fala.

- Seu humor é bem único S/N - Atlas diz dando um leve sorriso.

- Isso é um elogio com sorriso? Que milagre é esse? - Você pergunta.

- Não é um sorriso e muito menos um elogio - Atlas responde.

- Já passei por tanto sofrimento desde que pisei nesse lugar e fazer dupla com você é um dos piores - Você fala.

- Talvez passando tanto tempo comigo você aprenda alguma coisa - Atlas diz.

- Seu amor próprio me irrita - Você fala.

- Já falaram coisas piores para mim - Atlas diz.

- A conversa está ótima, mas não é melhor irmos logo? - Você pergunta.

- Você vai me dar ordens agora? - Atlas pergunta.

- Não foi uma ordem e sim uma sugestão - Você responde.

- Estou brincando com você, vamos logo, não temos mais tempo a perder. Cada segundo é precioso e faz toda a diferença - Atlas diz.

- Eu concordo - Você fala.

- Se prepare S/N, agora você irá enfrentar algo que nunca experienciou em sua vida - Diz Atlas com uma expressão séria.

Continua depois da publicidade
Gostou do capítulo?

Continua no próximo capítulo

Próximo Capítulo / Continue jogando

Adicione à sua biblioteca para ser notificado(a) de novas publicações!

O que você achou deste capítulo?
lua !

lua ! MEU DEUS EU TO------
tá tudo perfeito juro.

fiquei com medo de algo acontecer com todo S/N ou com a Laura mas deu tudo certo 🙌🏻🙌🏻🙌🏻

eu tô shippando tanto o atlas com s/n juro, os sorrisinhos eles se provocando, sam meu querido eu te amo mas até que vc não aparece vivo eu vou shippar eles SIM.

13/05/21 32 ResponderMais
࿌ʟᴀɪꜱ ᴄᴀʀʀᴇɢᴀʀɪ࿌

࿌ʟᴀɪꜱ ᴄᴀʀʀᴇɢᴀʀɪ࿌ Atlas em 😏😏

Já quero os dois se pegando ksksksksksk

To com o coração na mão pela Laura, mas vai dar tudo certo

Gente, e o Eric??? Pelo amor de Jesus Cristo, esse menino tem q ta bem

E Sam em? Ta aonde meu filho?? Será q Sam tá preso sendo chantageado pra virar um crônidas? Tava eu e a Wicktoria🏹🐾 pensando em como Sam deve ta diferente e como ele(a) deve ta todo(a) bad boy gostoso(a) kskskskskskkskkskskk

13/05/21 25 ResponderMais
mah 🦋 | offzona

mah 🦋 | offzona Eu surtei de alegria quando vi o Atlas. E essa interação aiai tô apaixonada.
Capítulo perfeito. Ansiosa pro próximo, arrasa demaiss!! 💖

13/05/21 12 ResponderMais
ѕєяgιинο🏳️‍🌈

ѕєяgιинο🏳️‍🌈 Capítulo maravilhoso 💗💗💗💗💗

ASSIM MEU CORAÇÃO NÃO AGUENTA MISS!!!!

Tô surtando internamente aqui, Jesus! Já faz um tempo que venho pensando que no final dessa fic S/N vai acabar se tornando um Deus e depois dessa batalha contra os Crônidas só tenho mais certeza disso! Mesmo sem poder usar os poderes S/N derrotou dois Crônidas sozinho!

E Atlas, meu querido. PARE DE *U DOCE E ASSUMA DE UMA VEZ QUE VC AMA S/N POURRA(erro proposital)!!! Eu amo essas provocações entre vcs mas pelo Pai de Todos(referência a mitologia Nórdica, Odín)... ASSUME DE UMA VEZ QUE O QUE TEM ENTRE VCS É MAIS DO QUÊ UM ÓDIO MÚTUO(isso tmb vale pra S/N)!!!

E S/N, uma dúvida: COMO VC QUER ENFRENTAR A DESGLAÇA(outro erro proposital) DO LIDER DOS CRÔNIDAS SEM OS PODERES?! Sei perfeitamente que vc é capaz de fazer isso sem eles, mas se ele é o LIDER, significa que ele é o MAIS FORTE deles! ENTÃO SE VC QUISER AO MENOS UMA CHANCE DE CAUSAR SEQUER UM ARRANHÃO NELE PEDE AO ATLAS PRA DESTRUIR ESSE INFERNO DE ALGEMA INIBIDORA DE PODERES!!!

13/05/21 11 ResponderMais
𝙴𝚞𝚣𝚒𝚗𝚑𝚊_𝙱𝚛

𝙴𝚞𝚣𝚒𝚗𝚑𝚊_𝙱𝚛 SIMBORA CAMBADA, BORA DESTRUIR ESSE BANDO DE POVO esc**tO!!!

LAURA FIQUE BEM PELO AMOR DE DEUS!!!

A outra com algema nas mãos, uma espada velhíssima e ainda tem que lutar com dois homens adultos, e ela ganhou. INACREDITAVEL! Tipo, manooooooooo, ela é empoderada!

Será que os outros amigos dela, foram capturados também? O meu deus, nem quero pensar nisso.

Atlas, tudo bem que cê derrotou uns crônidas ai, mas podia ter chegado antes né querido? Tava aonde quando eles foram presos, tava em narnia por acaso? Mas se bem que S/n teve a chance de se mostrar corajosa então estamos kits... por enquanto...

Ninguém segura a dupla imbatível da perfeição. Atlas e S/n lutando juntos é tudo pra mim!

Capítulo Perfeito!!!

13/05/21 9 ResponderMais
LeBlanc_Fox

LeBlanc_Fox Por que eu tô achando que o líder é Sam? Eu tô rindo de nervoso hahaha. Será? Eita. Se for, coloque uma opção Miss de ir até ele e da um abraço, ou um beijo.

Eu agora pensei: "Eles devem roubar os poderes para ficarem mais forte. Por exemplo: eles vão acumulando os poderes até um certo ponto que será possível destruir os deuses. Será que o pai de S/n teve seus poderes roubados e depois foi morto?

E eu tenho uma teoria sobre Suzana: será que Suzana não era uma guerreira e ela deveria conhecer o pai de S/n? Eu mim lembro que foi ela que deu a visão de S/n de volta durante as provas finais
(Lembrei que Sam ainda tava vivo. Mais tenho esperanças, mas Miss é tão boazinha que nem mim fala de uma vez que Sam morreu e me deixa iludida)

E Taylor e Eric? Taylor eu sei que ele sabe se virar. Já Eric ele nem tava 100% para participar.

Ai meu Deus! Será que pegaram o poder de Taylor ou Eric?

Amei Miss!!!

13/05/21 7 ResponderMais
Melissa

Melissa Ler esse Ep ouvindo a musica ´´Centuries´´ foi minha melhor escolha:
https://youtu.be/LBr7kECsjcQ
eu acho que essa música meio que ´´representa´´ Olympia,principalmente S/N

13/05/21 6 ResponderMais
Franklin Lins

Franklin Lins Que isso! Atlas transformando geral em presunto defumado, S/N salvando geral, essa história só melhora . Adoro como a miss deixa as cenas de tenção bem nítidas no nosso imaginário.

Mtt obg pelo cap

13/05/21 5 ResponderMais
Melissa

Melissa só tenho 3 palavras agr:
EU TO SURTANDO-----------------

13/05/21 4 ResponderMais
Gabriella Silva

Gabriella Silva Irruuuuuuuuuu
Pronto a gic ja veio prontra kkkk
Ahora que s/n consegue despertar todos os seus poderes e percebe que nuito mais forte do pensa kkkkkk
E Atlas te amo e te odeio é isso ♡

13/05/21 4 ResponderMais
Cancelar