The Darkest Hour
16

The Darkest Hour Capítulo 30

A Verdade

Publicado em 09/09/2021

Era para ser uma noite divertida onde os amigos iriam se encontrar para comemorar o emprego de S/N, porém, algo inesperado muda tudo.

Continua depois da publicidade

Cena 1

Imagem da cena

Eu, Aidan e Zoey estávamos no táxi indo em direção ao bar da família de Jess onde iríamos nos encontrar com nossos outros amigos para fazer a nossa comemoração por meu primeiro emprego.

Aidan e Zoey conversavam animados sobre vários assuntos diferentes, porém eu nem conseguia prestar muita atenção no que eles diziam já que ainda continuava pensando sobre a conversa que tivemos a pouco tempo a respeito da possibilidade de existir criaturas sobrenaturais de verdade.

Nunca em toda a minha vida, acreditei na possibilidade de realmente existir criaturas sobrenaturais, sempre achei que era algo que apenas existia no imaginário popular para assustar crianças ou vender filmes e livros de fantasia/terror. Pensar em alguma criatura existindo de verdade já era algo impossível para mim, mas a possibilidade de existir algo assim tão próximo a mim, ou melhor, na mesma cidade que eu moro, era algo ainda mais ridículo e eu não conseguia acreditar.

Quando a senhora Brown falou sobre a possibilidade de criaturas sobrenaturais existirem aqui na cidade e estarem envolvidas com os desaparecimentos que estavam acontecendo, eu nem consegui considerar isso, mas agora que tinha ouvido que meus amigos também acreditavam na possibilidade desses seres existirem, eu não sabia mais o que pensar.

A teoria sobre existirem seres sobrenaturais era tão ridícula que eu nem tinha considerado quando Tina me disse, mas agora eu já não sabia mais no que acreditar e muito menos o que fazer. Será que deveria considerar essa possibilidade para a minha investigação sobre os desaparecimentos ou seria muita loucura da minha parte?

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 2

- Qual o problema S/N? - Aidan pergunta me trazendo de volta a terra.

- Nada - Respondo.

- Tem certeza? - Ele pergunta.

- Claro, por que você está perguntando isso?

- Além de parecer que sua mente estava bem distante daqui, também dava para ver uma certa preocupação em sua expressão - Ela responde.

- Não é nada, não se preocupe - Sorrio.

- Tem certeza? - Zoey pergunta - Saiba que com a gente você sempre pode falar de tudo, não precisa esconder nada pois não iremos julgar.

- Talvez julgaremos um pouco, mas nada demais - Aidan ri.

- Aidan - Zoey fala em tom de repreensão.

- Estou brincando.

- Não se preocupem pessoa, eu estou bem, não há nenhuma preocupação e nem você devem ficar preocupados - Afirmo.

- Tudo bem, mas se mudar de opinião, saiba que estamos sempre dispostos a te ouvir - Ela fala.

- Eu sei, mas está tudo bem. Vamos focar hoje apenas em nos divertir - Afirmo.

- Promete não ficar falando sobre teorias malucas ou desaparecimentos hoje? - Aidan pergunta.

Continua depois da publicidade
  • Claro que sim
  • Vou tentar
  • Não posso prometer

Cena 3

- Aidan, que coisa horrível de se dizer - Zoey diz chocada.

- Eu sei que parece frio da minha parte, mas só por hoje quero ter uma noite tranquila e de diversão com meus amigos. Quero uma noite apenas para comemorar e não pensar em nada sério - Aidan explica.

- Eu entendo o que você quer dizer e prometo que vou tentar ao máximo não falar sobre assuntos pesados e nem nada do tipo - Falo.

- Você também tem que prometer Zoey - Aidan diz.

- Por mais que eu ache ridículo, vou prometer apenas porque é a noite de S/N e não devemos falar sobre nada que possa acabar com a comemoração - Ela fala.

- Exatamente, hoje devemos apenas focar em nos divertir e não se preocupar com nada - Aidan diz.

- Não se preocupe, você vai poder se divertir - Garanto.

- É bom mesmo porque já estou no meu modo festa - Ele diz.

- Modo festa? - Pergunto sem entender.

- Sim, o meu modo festa é o modo onde não ouço nenhuma reclamação ou qualquer outra coisa triste. No meu modo festa eu apenas danço, canto e como, não faço mais nada além disso - Ele responde.

- Vou tentar entrar nesse modo festa também - Digo.

- Não é fácil já que você pensa muito, mas tenho certeza que se esforçar, vai conseguir - Ele fala.

- Isso é algo que apenas o Aidan consegue, ele já não costuma ter muitas preocupações na vida dele - Zoey diz.

- Não é bem assim - Ele fala ofendido.

- Sem brigas, hoje vamos todos entrar no modo festa e principalmente no modo paz e amor - Digo.

- É uma ótima ideia - Zoey ri.

- Isso é o que eu mais quero, principalmente a parte do amor - Aidan sorri.

- Você é muito nojento garoto - Zoey revira os olhos.

- Você sempre tem que estragar tudo Aidan - Falo sem acreditar.

- Eu tô brincando, não me odeiem - Ele diz rindo.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 4

Imagem da cena

Depois de mais um tempo e muita conversa, finalmente o carro estaciona bem na frente do bar da família de Jess e pela janela já dava para ver a fila imensa de pessoas que queriam entrar no lugar.

- Então esse é o Bloody Moon - Digo admirando aquele lugar enorme.

- Sim e ele é ainda mais lindo por dentro - Zoey fala animada.

- Nem acredito que finalmente estamos vindo nesse lugar - Aidan diz.

- Então vamos entrar? - Pergunto.

- Por favor, não vejo a hora - Aidan responde.

Nós saímos do táxi e vamos direto para a entrada do bar. Algumas pessoas que estavam na fila nos olhavam com expressões bem feias pois eles achavam que nós estávamos furando fila, mas como Jess havia nos convidado, era mais fácil chamar por Jess do que enfrentar aquela fila enorme.

- Boa noite - Diz um segurança na porta.

- Boa noite senhor, nós estamos aqui a convite de Jess - Falo.

- Podem me dizer seus nomes?

- Eu sou S/N, essa é a Zoey e esse é o Aidan.

- Estou vendo o nome de vocês aqui - Ele diz olhando uma prancheta que segurava - Aqui está a pulseira de vocês.

- O que é essa pulseira? - Zoey pergunta.

- Essa é uma pulseira vip - Ele responde.

- Isso é incrível - Diz Aidan animado.

- Podem entrar e se divirtam - O segurança fala.

- Muito obrigada senhor - Diz Zoey.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 5

Imagem da cena

Assim que colocamos as pulseiras, vamos direto para a parte de dentro do lugar e ele conseguia ser ainda mais bonito que a parte externa. O Bloody Moon era bem famoso na cidade e até na região por ser do senhor Armstrong, mas eu não esperava que fosse um lugar tão incrível assim. Ele era um bar e balada ao mesmo tempo, com ma decoração bem moderna e com várias luzes que davam um show a parte. O lugar era enorme, muito bem espaçoso, com uma enorme pista de dança que estava bem cheia de pessoas dançando e se divertindo. Acho que nunca na minha vida tido ido em um lugar assim já que nunca fui muito fã de baladas e afins.

- Esse lugar é muito incrível - Diz Aidan maravilhado.

- Verdade, não esperava que fosse tão bonito - Falo.

- Tenho que concordar que é bonito, porém não sou acostumada com baladas. Essa música alta, esse tanto de gente e essas luzes fortes vão me deixar louca - Zoey fala rindo.

- É, também me sinto da mesma forma - Digo rindo.

- Não se preocupem, tenho certeza que logo vocês se acostumam, é apenas o choque inicial de quem não costuma frequentar baladas - Aidan fala.

- Espero que você esteja certo - Digo.

- Pode confiar. Agora vamos curtir? - Ele pergunta.

- Acho melhor primeiro procurarmos por nossos amigos, eles já devem ter chegado - Zoey responde.

- É, acho que eles devem estar em uma das mesas - Falo.

- Então vamos lá. Quanto antes nós encontrarmos eles, logo poderei ir me divertir junto com essas pessoas - Aidan diz animado.

Nós três começamos a andar pelo lugar em busca de nossos amigos, o que não era algo tão fácil já que o lugar era enorme e estava lotado de pessoas, o que dificultava muito para ver um pouco mais distante, além disso, era um lugar mais escuro, o que dificultava ainda mais a visão.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 6

Imagem da cena

Depois de um tempo caminhando na parte de baixo, subimos para o andar de cima onde estavam pessoas com as mesmas pulseiras que as nossas, o que foi uma ótima ideia pois logo encontramos nossos amigos em uma mesa em um espaço que conseguia ser ainda mais bonito que a parte de baixo. O que era de se esperar já que era a área VIP do lugar.

- Oi gente - Diz Esther sorridente.

- Oi - Falamos.

- Como vocês estão? - Ela pergunta.

- Nós estamos bem e vocês? - Zoey pergunta.

- Estamos ótimos - Ela responde.

- S/N, meus parabéns pelo emprego, você merece muito - Diz Charlie me abraçando.

- Obrigado(a) Charlie - Falo retribuindo o abraço.

- Meus parabéns, eu sabia que logo você iria conseguir um emprego incrível - Esther diz enquanto pula em mim para um abraço.

- Obrigado(a) - Sorrio para ela.

- Meus parabéns S/N - Caleb também se aproxima para um abraço.

- Obrigado(a) Caleb - Retribuo o abraço.

- E obrigado por ter nos convidado para comemorar aqui nesse lugar - Ele diz sorridente.

- Concordo plenamente. Não consigo pensar em um lugar melhor para uma comemoração marcante do que o Bloody Moon - Esther fala animada.

- É um prazer ter todos vocês aqui, não consigo pensar em pessoas melhores para comemorar do que você, mas não posso ficar com todo o mérito. Jess que decidiu fazer a comemoração aqui - Explico.

- Jess precisa fazer parte do nosso grupo de amigos, é esse tipo de amizade que está faltando - Caleb fala rindo.

- Eu concordo totalmente - Aidan ri.

- Vocês são dois aproveitadores, isso sim - Zoey revira os olhos.

- Claro que não, estamos buscando por amizades sinceras. Se Jess fez algo assim apenas para comemorar o emprego de S/N, imagine que outras coisas incríveis pode fazer - Aidan responde.

- Se bem que não dá para considerar isso, é bem provável que Jess tenha feito tudo isso com segundas intenções - Caleb ri.

- Como assim? - Pergunto sem entender.

- Você sabe muito bem o que quero dizer - Caleb responde com um sorriso travesso e pisca para mim, prefiro nem falar nada e apenas reviro os olhos.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 7

Não demora muito e logo várias bebidas e comidas começam a chegar na nossa mesa, o que foi surpreendente já que nenhum de nós havia pedido nada, mas logo descobrimos a verdade quando um dos garçons no explica que tudo era por conta da casa e teríamos direito de experimentar de tudo um pouco.

- Eu estou em um paraíso - Diz Aidan.

- Se for um sonho, por favor, não tentem me acordar pois está muito bom para ser verdade - Caleb fala.

- Vocês estão vivendo a realidade, então aproveitem ao máximo - Digo rindo ao ver a animação deles enquanto experimentavam todas as comidas.

- Pessoal, parem de comer e peguem suas bebidas pois precisamos fazer um brinde em homenagem a S/N - Charlie fala.

- Não, isso não é necessário - Digo com vergonha.

- Claro que é necessário - Zoey fala.

- É verdade, você fez por merecer esse emprego, sem contar que não estaríamos aqui comemorando se não fosse por isso - Diz Esther.

- Concordo totalmente - Aidan fala.

- Então quem vai fazer o brinde? - Caleb pergunta.

- Eu posso fazer - Charlie responde me surpreendendo.

- Então pode ir - Caleb diz.

- Um brinde a S/N, por ser uma pessoa incrível e fazer um ótimo trabalho. S/N, esse emprego é apenas o começo de uma carreira incrível que você ainda terá. Espero que se lembre de nós quando estiver rico(a) e em uma grande emissora - Charlie ri fazendo todos rirem também - Um brinde a S/N!

- Um brinde - Todos falam ao mesmo tempo e brindamos juntos.

- Muito obrigado(a) Charlie, foi um ótimo discurso - Falo sorrindo.

- Você merece - Charlie sorri.

- Agora é o momento do discurso de S/N - Aidan fala.

- Não, claro que não - Digo.

- Sim, você precisa fazer - Zoey fala e logo todos começam a gritar ao mesmo tempo "Discurso" me fazendo ficar com vergonha já que as pessoas ao redor também estavam olhando.

- Tá bom, eu faço o discurso, mas fiquem em silêncio - Digo.

- Então se levanta e começa - Zoey fala.

- Que vergonha - Digo me levantando e eles me olhavam me causando ainda mais vergonha - Bom... eu não sei muito bem o que dizer pois sempre quis trabalhar em uma redação, mas não esperava que isso iria acontecer tão cedo, então ainda é difícil de acreditar que realmente está acontecendo. Já que não sei fazer discursos, vou parar por aqui, mas antes quero agradecer a todos vocês que sempre me apoiaram e torceram por mim. Obrigado(a) amigos e agora vamos nos divertir já que não iremos pagar por nada.

- Isso mesmo - Zoey grita e eles começam a bater palmas me fazendo rir.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 8

- Eu estou tão orgulhosa de você que me faz querer chorar - Diz Esther já com lágrimas nos olhos.

- Não é para tanto, eu consegui um emprego na redação aqui de Amberwood, guarde suas lágrimas para quando eu conseguir um emprego na maior emissora do país - Digo rindo.

- Eu sei, mas ver você exalando alegria e ver todos nós aqui reunidos para celebrar essa conquista me deixa muito emotiva - Ela fala agora chorando.

- Amiga, não é para chorar, hoje é um dia de alegria - Zoey diz.

- Eu sei, mas é tão bom estarmos aqui todos juntos. Faz tanto tempo que não nos reunimos por um motivo bom - Ela fala.

- É, isso é verdade. A última vez que isso aconteceu, estávamos com Layla - Charlie diz.

- Exatamente, queria que ela estivesse aqui também - Esther fala triste.

- Eu também queria que ela estivesse aqui, mas eu não perdi a minha esperança e sei que em algum momento ela vai aparecer e vamos fazer uma comemoração ainda maior - Digo.

- Por mais difícil que seja, também acredito que um dia ela vai voltar para nós. No dia que isso acontecer, eu vou bater nela por me fazer sofrer tanto assim - Esther fala rindo.

- Nós iremos acabar com ela por fazer a gente se preocupar tanto assim - Zoey ri.

- Eu sinto tanta falta dela - Ela diz.

- Nós também - Falo.

- Odeio ser essa pessoa, mas hoje é um dia de comemoração e alegria pessoal. Layla com certeza não iria querer que estivéssemos aqui sofrendo em uma balada, então hoje vamos focar apenas em celebrar o emprego de S/N e amanhã voltaremos a nos preocupar com Layla - Aidan diz.

- Aidan tem razão, vamos tentar nos divertir por hoje - Caleb fala.

- É verdade, hoje deve ser uma noite de alegria e não de choro. Sinto muito S/N - Esther diz secando as lágrimas.

- Está tudo bem, o assunto da Layla também é bem sensível para mim - Falo.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 9

Imagem da cena

Depois do rápido momento de tristeza, logo meus amigos voltaram a se divertir como no início. Eles dançavam, riam e cantavam bem animados, já eu apenas os observava sorrindo ao ver toda a alegria deles. Eu estava feliz de estar ali com eles e principalmente estava feliz por ver todos tão bem. Eu queria poder estar me divertindo com eles, mas ainda estava pensando sobre a falta que Layla fazia naquela nossa comemoração.

O assunto sobre Layla era algo que ainda machucava muito todos nós e não era por menos, além de ser algo tão recente, nós não tínhamos conseguido nenhuma novidade sobre o que poderia ter acontecido com ela e viver nessa agonia esperando por algo que nunca acontece era horrível e sufocante.

Nós vivíamos todos os dias em busca de alguma atualização ou novidade sobre o caso, mas nunca recebíamos nada e mesmo que ninguém tivesse coragem de falar sobre isso abertamente dentro do nosso grupo, a cada dia que se passava, dava para perceber que todos perdiam ainda mais as esperanças. Layla que no início era um assunto diário em nossas conversas, cada vez menos era mencionada, o que era algo triste, mas ao mesmo tempo era o melhor para nós pois falar sobre ela nos machucava muito.

Eu realmente queria continuar a investigar mais sobre o desaparecimento da Layla pois talvez ele estivesse ligado a algo muito maior que nem tínhamos ideia, mas de vez em quando, eu era atingido(a) pela onde de pessimismo que me fazia pensar que talvez o caso dela nunca tivesse solução e viveríamos eternamente nos perguntando o que poderia ter acontecido naquela noite.

Ainda estava viajando em meus pensamentos quando sinto meu celular vibrando e ao pegar, vejo que eram notificações de mensagens que haviam chegado, então decido ver de quem era.

Jess: Oi S/N
Jess: Sei que você está aí em cima se divertindo com seus amigos e não queria atrapalhar, mas tem como você vir aqui embaixo rapidinho?
Jess: Se puder, me encontra aqui próximo ao bar
Você: Oi Jess
Você: Você não quer vir até aqui?
Jess: Talvez depois, mas queria te encontrar sem todo mundo
Você: Tudo bem então...
Você: Já estou descendo
Jess: Ok, estou esperando

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 10

Imagem da cena

Meus amigos estavam tão imersos no momento de alegria que estavam vivendo que nem consegui sair de fininho da mesa sem que eles percebessem, então sai da nossa área para descer as escadas e ir em direção ao bar para me encontrar com Jess.

Enquanto caminhava em direção ao bar e me desviava das várias pessoas que haviam naquele lugar, eu tentava entender qual o motivo de Jess não querer ir até onde eu estava com meus amigos. Por mais que Jess fosse mais próximo(a) de mim do que dos meus amigos, eles ainda tinham uma boa relação e não havia motivos para isso, mas talvez Jess queria falar comigo sobre algo mais privado.

Talvez seria bom me encontrar só com Jess pois assim poderia perguntar o que tinha acontecido no dia da exposição para que Jess começasse a agir tão estranho e por ter sumido do nada sem nem se despedir direito.

Finalmente me aproximo do bar e logo vejo Jess bebendo algo em uma taça escura, então me aproximo.

- O que você está fazendo? - Pergunto bem perto de Jess e vejo que consigo assustar.

- Que susto S/N - Diz Jess colocando a mão no peito se recompondo do susto.

- Estava fazendo coisa errada para se assustar tão fácil assim? - Pergunto rindo.

- Não estava fazendo nada de errado, só não sabia de onde você iria vir - Jess responde.

- Eu sei, estou brincando com você - Digo rindo.

- E então, como você está? - Jess pergunta.

- Eu estou bem e você?

- Também estou bem.

- Alguma novidade? - Pergunto.

- Infelizmente não, minha vida anda bem parada... e você?

- Minha única novidade é o meu emprego, mas acho que você já sabe disso - Respondo rindo.

- É, eu sei e estou tão feliz por isso. Espero que tenha gostado da festa de comemoração que preparei para você.

- Eu amei, acho até que você exagerou, não precisava de tanto assim - Falo rindo.

- Claro que precisava, sei o quanto você queria um emprego na redação e agora que conseguiu, merecia uma comemoração por isso.

- Muito obrigado(a) Jess, você planejou algo incrível que nem sei como agradecer por isso.

- Não foi nada, é apenas um presente - Jess sorri.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 11

- Agora pegue isso - Diz Jess enquanto me entrega uma taça.

- O que é isso? - Pergunto.

- Esse é um vinho muito especial daqui do Bloody Moon, é uma receita única da minha família.

- Tem um aroma ótimo - Digo enquanto sentia o incrível perfume que aquela bebida exalava.

- Posso garantir que o gosto é tão bom quanto o sabor, então pode experimentar - Jess me encoraja.

- Certo - Dou um gole no vinho e sinto o gosto delicioso dele, era um misto perfeito entre azedo e doce. Mesmo não sendo alguém que costumava beber, tinha que reconhecer que aquilo era incrível.

- E então? - Jess pergunta sorridente.

- Isso é incrível, é uma verdadeira delícia - Respondo sem acreditar.

- Sabia que você iria gostar.

- Eu acho que nunca tinha experimentado um vinho tão bom em toda a minha vida - Falo dando mais um gole.

- Você está falando sério mesmo? - Jess pergunta.

- Claro, é muito bom - Respondo.

- Isso me deixa muito feliz porque eu ajudei a produzir.

- Sério?

- Sim, meu pai ficou muito orgulhoso com o resultado, mas por ser meu pai, eu sabia que ele iria adorar qualquer coisa que eu fizesse, então precisava de uma opinião mais confiável e sabia que você seria essa pessoa - Jess responde.

- É uma honra experimentar uma bebida que você fez e pode acreditar, isso é muito bom, eu não mentiria para você.

- É, eu sei disso.

- Você tem muito talento Jess, tenho certeza que irá cuidar muito bem desse lugar.

- Espero que sim, não consigo me imaginar fazendo qualquer outra coisa do que trabalhando nesse lugar e criando novas bebidas para agradar as pessoas - Jess diz sorridente.

- Sempre quando precisar de alguém para experimentar, eu estou a disposição, sempre poderá me ligar - Falo rindo.

- É sério mesmo?

- Claro, pode me chamar - Respondo.

- Eu vou chamar, mas você tem que me prometer ser imparcial e não dizer que está bom apenas para não machucar meus sentimentos.

- É claro que vou ser imparcial, por que eu mentiria apenas para te agradar? - Pergunto rindo.

- Eu sei que meus charmes são irresistíveis, mas vou tentar não te conquistar para ser imparcial - Jess ri.

- Não é para tanto Jess- Falo balançando a cabeça em negação.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 12

- Nós realmente estamos crescendo e virando adultos - Diz Jess.

- Por que você fala isso? - Pergunto rindo.

- Você vai trabalhar como jornalista na redação da cidade e eu vou ficar responsável pelo Bloody Moon, são coisas de pessoas maiores de idade - Jess responde rindo.

- Isso é verdade, o tempo passa tão rápido que é surpreendente - Falo sem acreditar.

- É verdade...

- Está tudo bem? - Pergunto ao ver uma expressão diferente no rosto de Jess.

- Está sim.

- E por que está me olhando assim? - Pergunto rindo.

- Estou tão feliz por você S/N, quando você me contou que tinha conseguido o emprego, parecia que eu tinha conseguido o emprego de tão feliz que fiquei naquele momento - Jess responde.

- Obrigado(a) Jess, isso significa muito para mim.

- Você não faz ideia de como te ver feliz me faz bem.

- Eu também fico feliz em te ver bem - Digo.

- S/N, eu preciso te contar algo...

- O quê? - Pergunto.

- Tem algo que quero te contar a muito tempo, mas nunca tinha achado uma forma de contar....

- Pode falar Jess, você sabe que pode falar sobre qualquer coisa comigo, não precisa ter medo ou vergonha.

- Eu não sei como falar isso, mas eu preciso falar porque não aguento mais guardar isso apenas para mim. S/N, eu....

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 13

Imagem da cena

Assim que Jess abre a boca para falar o que tinha para dizer, eu percebo a televisão que havia no bar e percebo que a polícia estava falando com os jornalistas naquele exato momento.

- O que é aquilo? - Pergunto apontando para a televisão.

- O quê? Ah, acho que é o tal anúncio que a polícia tinha para fazer hoje - Jess explica com uma certa decpção.

- É verdade, eu tinha me esquecido disso - Falo surpreso(a).

- Richard, por favor, aumenta o som da televisão - Diz Jess para um dos barmans.

- Pode deixar - O homem fala pegando o controle aumentando o volume.

Assim que o homem aumenta a televisão, o policial Johnson começa a falar com os vários jornalistas que estavam lá.

- É com muito pesar que anuncio a todos vocês que o instituto médico chegou a constatação que o corpo encontrado no lago de nossa cidade de Amberwood é o corpo da jovem Layla Davis de 21 anos. Nossa equipe ainda está investigando o que aconteceu com a jovem e principalmente quem está por trás de um crime tão hediondo, mas nós prometemos que iremos descobrir a verdade e daremos justiça a essa jovem. Por enquanto é só e boa noite.

O policial Johnson termina de falar e logo sai, deixando todos os jornalistas fazendo várias perguntas e logo o sinal corta voltando para o estúdio onde os jornalistas comentavam o que tinha acabado de ser anunciado, mas eu nem conseguia mais ouvir nada, parecia que eu tinha sido levado(a) para outra dimensão e apenas escutava um zumbido em meu ouvido, minha cabeça estava girando e eu conseguia sentir um gosto muito amargo em minha boca. Aquilo não poderia ser verdade, aquele corpo não poderia ser de Layla. Será que eu estava vivendo um pesadelo?

Continua depois da publicidade
Gostou do capítulo?

Continua no próximo capítulo

Próximo Capítulo / Continue jogando

Adicione à sua biblioteca para ser notificado(a) de novas publicações!

O que você achou deste capítulo?
mah 🦋 | offzona

mah 🦋 | offzona Jess meu amor, você ia falar que é um vampiro ou que é apaixonado(a) por S/N?
Seja lá oque fosse falar, acho q não vai falar agr por ser um momento mais delicado...
Mas poderia até acontecer uma guerra que vc teria que falar logo, então diga logo que eu tô curiosa

O anúncio na tv foi em tão fora de hora que estragou duas coisas: o dia da comemoração e a revelação de Jess. Ódio. Não fiquei surpresa quando vi que o corpo tinha sido da Layla, já esperava que ela estivesse morta.
Sinto mt pelos amigos, eu ia escrever pela família tb mas aí lembrei que não se importam com ela, q ódiooo

Capítulo perfeitooo, Miss
Tô mtttttttt ansiosa pro próximo 💖

9/09/21 4 ResponderMais
ManuellaPacca

ManuellaPacca Uhmmmm, sinto cheiro de cena clichê no próximo capítulo hehehehehhehehehehheheheheheheheheh amo. Aiai nem me surpreendi com o anúncio, era de se esperar. Uhmmmmm Jess queria revelar q é boiolinha por nós ou q é um lobisomem igual o menino lá de shadow hunters, esqueci o nome, Jordan! Isso, Jordan o nome do guri, sim, imagina Jess como ele hehehe, para mim tem tudo haver.

9/09/21 3 ResponderMais
Joaoalex Pinheiro

Joaoalex Pinheiro Oi gostei do cap miss será que o corpo e da amiga deles mesmo eu ja to achando jess ta envovido nisso ai ele iria falar com sn sobre

9/09/21 2 ResponderMais
Helo_Isa

Helo_Isa Sinto muito Layla,.mas eu já imaginava isso. Agora eu preciso mesmo é saber o que o Jess falaria. Capítulo incrível ❤️

9/09/21 2 ResponderMais
@whereisjojo #PRETTYGI

@whereisjojo #PRETTYGI Pois né, já era de se esperar mas agr eis a questão que ñ quer calar o corpo é mesmo de Layla ou a polícia apenas disse isso por causa da pressão da população???

@Miss cap perfeito ❤

9/09/21 1 ResponderMais
Louise Gabriell

Louise Gabriell Chocado!!!
Mdss tadinha da Layla, se existir mesmo os sobrenaturais tomara que ela volte de algum jeito, tipo uma vampira ou algo assim kkkkk
E o Jess, que perfeito, tomara que ele se abra pro S/N ❤

10/09/21 1 ResponderMais
Cancelar