Clarity

Clarity

31
Cruzamento
14

Cruzamento Capítulo 17

Outro País

Essa Webfic é de total autoria minha CLARITY I. Algumas partes serão baseadas em filmes e séries adolescentes. Esta Webfic contém, insinuações sexuais, linguagem imprópria, drogas e conteúdo pesado envolvendo sng Deixo aviso desde já!

<><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><>
[Sinopse]>Courtney é uma garota de 17 anos,que acaba de ser mudar para uma cidade. Em uma nova cidade ela terá que lidar com problemas em sua volta. Courtney terá que aprender a conviver com os outros de agora em diante. Muitos mistérios irão ter que ser resolvidos,pessoas serão desmascaradas. Será que Courteney conseguirá conviver com tudo isso? Ela conseguirá superar os obstáculos? Acompanhe essa aventura! Let's go]
<><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><>
Não sei quando sai os próximos eps, mas em breve!

Meu IG ah.clarity

Cena 1

Imagem da cena

—Que tipo de acordo?. —Courtney pergunta confusa

—Eu proponho, que se você prometer ir conosco sem fazer charmer e não chamar a polícia, eu os deixo ir. —Fala serio

—Quem me garante que cumprirá?. —O olha sério

—Eu mandarei fotos para que saiba.

—Courtney, nós não iremos deixar. —Kyla fala

—E nem eu, eu sei que tipo de gente você é. —Courtney diz.

—É, você é até que inteligente. —Fala sarcástico.

Jake, Carly e Eric entram no avião, com outro dois homens, com mais ou menos 50 anos. Carly tinha um sorriso, falso em seu rosto. Um dos homens, pegaram Eric por trás, o segurando com força.

—Mas o que é isso?. —Eric fala sem entender

—Eu não sou idiota, eu sei que você saiu na noite anterior. Sei, que você estava ajudando eles. —Carly fala brava

—Huh? Do que você está falando. —Eric fingi não entender

—Me poupe, ótimo que você se despediu do seus pais e sua irmã. —Antes de Carly terminar de falar, Eric o interrompe

—O que irão fazer com eles?. —Eric pergunta

—Tudo depende de você, se tentar alguma coisa, eu os mato. —Carly fala

—Não tentarei nada

—Não quer que eu faça o mesmo como você, como fiz com a Julie? Ou quer?. —Assim que Carly disse esse nome, Peter se revoltou

—Como?! Julie?!. —Peter falar surpreso, porém bravo

—Sua namoradinha, que foi ótimo ver ela morrendo. —Carly fala sem reação

—Seus filhos da puta!! Por quê?! Por quê?!. —Peter fala revoltado

—Foi uma ótima forma de te atingir você, e funcionou, não funcionou?!. —Jake diz sarcástico

—Ela não tinha da a ver com aquilo. Vocês vão pagar por tudo isso, nem que sacrifique minha vida para isso. ~Peter fala com um olhar triste

:Entao, nesse caso, ja esta sacrificando~ Jake fala com um sorriso, olhando para Carly que tambem estava rindo.

;Podem ligar tudo, nova vida para nos, e pessima para voce

—Ótimo!. Onde está o dinheiro?.— Olha para o homem de 60 anos

—Aqui!. —Ele pega uma maleta na mão do outro homem

—Foi ótimo fazer negócios com vocês. Espero nao me arrepemder.

  • E agora?!

Cena 2

Imagem da cena

Os polícias foram para a casa de Peter, onde se encontrava o celular de Josh. Os polícias bateram na porta várias, mas ninguém respondeu, então o delegado tom arrombou a porta. Tom olhou em volta da casa, viu que tu parecia normal. Ele resolveu arrombou a porta, assim que fez isso, o mesmo junto com os outros, foram olhando cômodo por cômodo.

Tom então chegou até porão, onde estava o celular de Josh, junto com o computador. Ele se aproximou do computador, e viu que estava gravando algo, que eram as gravações das câmeras de seguranças da casa de Jake. Tom olhou as gravações várias vezes, ele desconfiou no começo, do porque tantos equipamentos no porão, paraciam ser bem caros, para um jovem de 17 anos . O delegado estava olhando as imagens, em certo momento ele notou uma garota loira, de olhos azuis e pele clara, junto com um garoto, que eram Courtney e Jake.

Tom viu, que as características batiam com as que Anna tinha dito a ele. Ele logo percebeu que era ela. Mas antes dele informar aos outros, ele viu que nas imagens de segurança de fora, tinha seis adolescentes, mais uma delas não foi mencionada pelos pais dos outros, que no caso era Victoria. O delegado logo ficou intrigado, mas focou nas cenas, que não tinham áudios.

Ele focou nas cenas de Courtney sendo puxada para dentro, com Jake. Tom logo percebeu do que se tratava, ele também sabia que alguém tinha invadido os sistemas de seguranças da casa de Jake, por isso do computador está com as imagens rolando. Ele viu que eles estavam planejando algo, mas que algo deu errado, isso explicava o jeito que o computador estava, sem contar que a identidade de ambos estavam na casa.

Ele viu que a tal cara de cabelos negros que aparecia nas imagens, e leu o nome ' Victoria Scopper : Pais Lilian e John Scopper. Tom sabia quem eram eles, mas ele so não entendeu porque nenhum dos dois foi até a delegacia ainda, isso o deixava ainda mais confuso.
Ele olhou o porão inteiro, mas nã achou nada que os levasse até eles, então ele saiu da casa, juntos com os outros polícias. Levando com ele o celular de Josh, e as identidades.

  • Nem para ter algo mais, além disso, que droga!

Cena 3

Imagem da cena

No avião já sobrevoando a fronteira, dos Estados Unidos, com o Canadá. Todos estavam com medo, eles não sabiam o que poderia acontecer de agora em diante; a única coisa que eles pensavam que poderia acontecer, era que eles não iriam mais ver suas famílias, isso os fazia ter mais medo ainda.

Courtney continuava calada, mesmo que ele quisesse abrir a boca, para xinga-lós, ela não poderia, já que ela não sabia do que eles seriam capazes de fazer. Na sua mente via que eles iriam joga-lós do avião, ou até matarem eles dentro do avião e joga-lós no oceano.

Por outro lado Peter estava olhando para Courtney de segundo em segundo, ele só conseguia ver o quanto ela estava machucada, seu rosto estava com a marca do tapa que Jake lhe deu hoje mais cedo; seu olhar era triste, ao mesmo tempo de culpa, isso dóia muito nele, afinal, ela não tinha culpa nenhuma. As palavras ditas por Carly não saem de sua cabeça ' Foi ótimo ter matado sua namoradinha'. Essa frase não saia de sua cabeça.

Josh estava com sua mente confusa demais, para pensar em algo. A única coisa que ele pensava constantemente, era em seus pais, pensava se eles tinham percebido que ele tinha subido; se eles estavam bem, era os únicos pensamentes em sua mente.

Kyla pensava em seus pais, imaginando como a saúde da sua mãe estava, já que sua mãe está tratando de uma anemia, não muito agressiva, mas ela precisava descansar. Kyla ficou recordando em sua mente, todos os momentos felizes que ele e seus pais passaram juntos, isso fazia ela se sentir bem, mas também, a fazia se sentir mal.

Greg estava com lágrimas no canto de seus olhos, lembrando de tudo, até o momento de agora; como tudo pode desmoronar em questão de horas. Ele pensava no porquê tudo isso está acontecendo, Greg acha que isso deve ser um castigo, por ele ser gay, mas no fundo ele sabe que isso não tem nada a ver. Ele sabe que tudo tem uma razão, e nesse momento não seria diferente.

Lisa estava aparentemente 'tranquila', mas no fundo, ela estava bem preocupada com todos. Ela pensou por um tempo em seus pais, nos seus amigos, em todos que ela amava; isso a deixava mais angustiada do que antes. Seus sentimentos estavam todos misturados , ela não sabia o que fazer; o que pensar; como agir; como sair dessa.

Victoria era que mais estava desesperada, pois ela sabe que não vai ser fácil sair dessa, e se eles irao conseguirão . Ela os conhece a muito tempo, e sabe do que eles são capazes de fazer, nem que isso prejudiquem. Desde muito nova ele foi regeitada, os seus pais adotivos só a adotaram por questão de " antenção". Eles só queriam ser bem vistos, por terem adotado uma órfã , nada mais. Victoria sofreu muito na mão deles, ela tem vergonha de carregar o sobrenome 'Scopper'.

  • Vamos para a luta

Cena 4

Imagem da cena

O delgado voltou para a delegacia, onde se encontravam os pais deles. Tom se aproximou deles, com olhar dizendo claramente que não tinham achado nada.
Os pais deles sabiam disso, eles só se olharam e se calaram.

—Nós faremos o nosso melhor, para encontrá-los. —O delegado disse sério

—Façam isso, mesmo que demore. —Luiza fala ansiosa

—Preciso pergunta algo a vocês. — Diz tom com um tom sério

—Sim. —Fala Anna

—Vocês conhecem está . —Mostra a foto do rg de Victoria

—Eu não conheço. —Fala Chris, com olhar serio

—Nos também não. —Diz os outros ao mesmo tempo. Ela também estavam com eles?.

—Sim. Na casa de Peter Tompson, eu encontrei imagens de uma casa. Venham vocês precisam ver. —O delegado os chamou com as mãos, para sua sala.

—É a Courtney, mas quem é esse garoto com ela?. —Chris pergunta confuso

—Não sei, mas pelas expressões fácies de sua filha, ela não está nem um pouco contente com ele. —Tom fala

—Você acha que ela pode está em perigo?. —Anna pergunta

—Sinto lhe informar, mas disso eu tenho certeza.— Diz Tom com um olhar serio

—Estamos cientes disso, mas nós precisamos agir de alguma forma, não podemos ficar aqui parados sem fazer nada. —Anna fala

—Sim. Eu estou tentando restriar ligações do celular deles, ou até mesmo mensagens feitas por ambos, antes do ocorrido

—Certo, iremos aguardá-los. —Luiza fala com um tom suave, de preocupação.

  • tomará que ele consiga

Cena 5

Imagem da cena

Eles já estavam fora da América, estavam sobrevoando a Europa. Dos estados unidos, até a China, levam 12hrs de voo. Eles sabem que a distância não é tão longa assim, mas não sabiam que chegariam tão rápido. Os sentimentos de ambos estavam muito confusos, eles estavam cade vez mais assim.

O que mais estava pesando para eles, era o fato de ambos nunca fossem ver seus familiares mais, eles nem tiveram a chance de se despidir, exeto Eric. Eric estava se sentindo culpado, por não ter cumprindo sua promessa que ele fez para Courtney a alguns anos, isso o deixava realmente muito mal

¨FLASHBACK¨

Eric estava jogando basquete como de costume, junto com Courtney, os dois estavam rindo e brincando juntos. Mas essa brincadeira foi interrompida, quando a mãe de Eric o chamou furiosamente, o que fez ele ficar confuso, ele não tinha feito nada de errado.

—Eric!!!. Venha aqui agora mesmo. —Gritou sua mãe furiosa

—Cat, espere só um segundo. —Disse enquanto olhava para a garota sorridente

—Está bem, vou continuar jogando. —Courtney falou sorridente

O garoto de cabelos claros foi até sua mãe, que estava na porta com um olhar furioso, olhando para ele e para Courtney. Eric chegou na porta, ainda confuso, já que ele não entendeu porque sua mãe esta gritando com ele

—Eric, o que esta fazendo com aquela garoto. —puxa o garoto pelo braco e pergunta

—Nós estavamos brincando, mamãe. —O garoto fala

—Eu não quero que você fique perto dela, está entendo?. —Pergunta ainda raivosa

—Mas, ele é minha amiga. — fala tímido

—Eu já falei para não brincar com ela, e você continua fazendo. —Diz em um o repreendendo

—Eu já disse que não vou me afastar dela, ela é legal, nunca lhe fez nada. — O garoto perciste

—Se você continuar vendo aquela garota, eu vou dar um jeito nela. —Sua mãe fala com tom sombrio

—Você não seria capaz de fazer isso. —O garoto fala

—Você quer pagar para ver?. Eu acho que não, então se afaste dela. Pra você ver que não sou tão ruim assim, te dou a chance de dar um adeus a ela. — A mãe do garoto fala

—Adeus?. —Pergunta com medo

—Sim , isso mesmo, um adeus. Amanhã mesmo vamos se mudar

—Mãe. —Fala em tom de choro

—Não me olhe assim, vá se despessa dela, vá. — A mãe de Eric o empurra, para que o ele vá

Eric chegou até Courtney, que estava jogando basquete. Sem ela perceber o garoto a observou por alguns minutos, vendo o quanto ele a amava, não de uma forma amorosa de um jeito diferente, mas ele não saberia explicar. Courteny depois de um tempo percebeu sua presensa, e sorriu.

—O que sua mãe queria?. —Perguntou

—Promete não ficar brava?. —O garoto fala tímido

—Por quê ficaria brava?. —Pergunta confusa

—Certo. Vamos fazer uma promessa?. —O garoto pergunta

—Eric você está estranho. —Ignora a sua pergunta

—Vamos fazer uma promessa?. —Ele pergunta novamente

—Está bem.

—Eu Eric prometo que mesmo estando longe de você, sempre a amarei e cuidarei de você. Cat, irá compreender, e nunca irá me esquecer. —Ele levanta seu dedo mindinho

—Ãn?. Que tipo de promessa é essa?. —Pergunta sorrindo

—Courtney, a promessa. —Fala sério

—Pra você me chamar pelo meu nome, então é realmente verdade. Eu Courtney prometo. —Junta seu dedo com o dele

—Abraço. —Estende seus braços.

—Está bem. —O abraça de volta

—Eu nunca vou esquecê-la, não importa onde eu esteja. Estou indo para casa, nunca se esqueca disso. —A abraça forte

—Não irei esquecer. —Dá um sorriso

Gostou do capítulo?

Continua no próximo capítulo

Demorei, mas está aí. Deixem nos comentários o que acharam, isso me motiva muito!! Obrigada a o apoio de vocês e por terem entendido 💛

- Clarity
Não perca o próximo capítulo!

Clarity ainda não publicou o próximo capítulo.


Adicione à sua biblioteca para ser notificado(a) de novas publicações!

Anterior
O que você achou deste capítulo?
𝑺𝒖𝒎𝒎𝒆𝒓 ❀˼

𝑺𝒖𝒎𝒎𝒆𝒓 ❀˼ O Eric e Courtney izi que piticos.
Amei o capítulo, ansiosa para os próximos ❤️

18/10/20 4 ResponderMais
Polieric e mais

Polieric e mais Eu já estava pensando que estava desistindo de continuar

18/10/20 3 ResponderMais
Polieric e mais

Polieric e mais Finalmente

18/10/20 2 ResponderMais
Cida Borges

Cida Borges Ameiii

18/10/20 1 ResponderMais
Raquel Santos

Raquel Santos Ameiii

18/10/20 1 ResponderMais
Miih 🐍

Miih 🐍 Amei 🌟🌟🌟🌟

18/10/20 1 ResponderMais

WebFic

Entre no WebFic para ler & interagir com suas webfics favoritas!

Cancelar
Cancelar