conta desativada

conta desativada

𝐋𝐈𝐕𝐈𝐍𝐆
14

𝐋𝐈𝐕𝐈𝐍𝐆 Capítulo 1

01

Publicado em 26/07/2020

Capítulo 1 liberado! Hehe! Espero que gostem!

Só lembrando:

→ Essa é uma estória autoral criada por mim, bem como a capa e as demais edições que podem aparecer. Portanto, é uma obra autoral com uso de clichês já vistos por muitos de vocês.

→ Para criar a estória, me inspirei nos clichês de filmes e fics do Wattpad.

→ Estejam cientes de que os personagens são humanos como nós e vão errar muito. Portanto, peço que não façam comentários extremamente ofensivos a ninguém caso este personagem faça algo errado, ou cometa algum desvio de conduta, a não ser este seja algo realmente grave.

→ Essa estória aborda conteúdo para pessoas +14, como: insinuação de sexo, linguagem imprópria e de baixo calão, drogas lícitas, desvio de comportamento e talvez violência.

→ A autora que vos fala é iniciante nesse mundo, e pode cometer diversos erros de escrita e tudo mais, então, ela pede para que vocês, leitores, tenham paciência e se notarem algo, avisem-na, que ela fará as correções necessárias.

→ Por último mas não menos importante: NÃO TENHO DIA NEM HORA PARA ATUALIZAR!

Continua depois da publicidade

Cena 1

Imagem da cena

01| Alyssa Carrara

Desperto com o barulho irritante do meu despertador. É um som chato pra caramba. Mas de qualquer forma, me levanto. O que é um milagre, considerando que eu nunca levanto de primeira, e tudo o que aconteceu na noite passada.

Molho meu rosto com água gelada, sentindo o gosto horrível de bafo de ressaca e tendo a visão esplêndida da minha pessoa: acabada.

Grandes bolas roxas enfeitam meus olhos, uma cara amassada pelo sono está evidente no espelho, e resquícios de uma maquiagem que não retirei ontem juntamente com o vestido emprestado são somente mais uma prova de que a grande noite que eu tive foi uma tremenda irresponsabilidade.

Suspiro longamente e dou início a minha rotina matinal. Começando por escolher a roupa do dia. Escolhi uma roupa simples e básica. Uma camiseta preta relativamente longa e bem confortável, somada a uma calça de um tecido semelhante ao jeans de cor preta. Tomei um banho rápido e vesti a roupa adequada à temperatura da primavera. Não me importei em esconder as marcas de ontem, nem tentei disfarçar as olheiras com maquiagem, simplesmente passei um hidratante em minha pele e desci as escadas da mansão.

Encontrei Joan e meus irmãos na bancada da cozinha, tomando seu café da manhã. Me sentei junto a eles, e ao analisar os presentes no lugar, constatei que Carol e Gui estavam na mesma que a minha.

Comemos o café calmamente, tomando água e aspirina para aliviar a ressaca, tudo sob o olhar reprovador de Gustavo, cujo teve um ataque de pelanca quando nós chegamos bêbados ontem à noite, por volta das duas da manhã depois da festança que tivemos. Nossas aparências denunciaram tudo: sexo, bebida, e atraso eminente na aula do dia seguinte. Ele só não teve uma síncope porque Joan o acalmou.

No geral, foi um café da manhã normal e saudável, com Joan sempre tentando aliviar o clima tenso que se instalava com o mal humor justificável de Gustavo.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 2

Imagem da cena

Após comermos, fomos direto para o carro de Megan, nossa vizinha, que nos esperava animada, como se não tivesse tido uma noitada conosco. Aaron estava com ela, como de costume.

— Nossa, Alyssa! Você tá bem? — a loira questiona preocupada. — Tá pior que a Carol!

A mencionada reclama um “ei” enquanto entra no carro, juntamente com Guilherme.

— Não costumo usar quilos de make. — respondo, levemente ácida, não que essa fosse a intenção. Imediatamente me arrependo.

— Que foi? — Aaron se intromete na conversa, provocando como sempre. — Acordou do lado esquerdo da cama? Ou sua noite não foi tão legal como pareceu?

— Obrigada por se preocupar, porém, não é da sua conta. Mas se está mesmo curioso, minha noite foi ótima, Herrera. — respondo, ríspida. Megan quase que imediatamente se atenta à nova onda de provocações.

— É... deve ter sido mal comida mesmo — ele ri, achando graça da minha irritação.

Sinto uma pontada na cabeça, apesar de ter tomado os remédios, a ressaca ainda tem seu efeito. No momento, não tenho cabeça para responder nada a altura de uma provocação. Simplesmente sigo Megan e entro no carro. Ignorando-o. Logo ele entra no carro, com um olhar divertido no rosto, se sentando no passageiro, ao lado de sua irmã, que dá partida e seguimos o trajeto.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 3

Imagem da cena

[...]

— Caraca Alyssa! Você tá acabada! — Valerie comenta assim que me vê sentando ao seu lado, surpresa com meu estado. Não só ela, mas praticamente todos que estão na sala e repararam na minha pessoa.

Desde o momento em que pisei na faculdade, os olhares caíram sobre mim. Todos se perguntando o que aconteceu para que uma das intercambistas mais exemplares e simpáticas do campus chegasse com olheiras e uma cara capaz de afugentar o mais temíveis dos animais. Ainda mais depois de toda a diversão que esta teve na última noite.

— Tá tão ruim assim? — pergunto, incerta sobre minha aparência.

— Tá. — Val responde sincera. — O que aconteceu com você?

— O que aconteceu?! — começo, mal-humorada — Bom, o que aconteceu foi: eu bebi que nem uma doida, dancei que nem uma louca, beijei um monte de gente, dei pra mais de duas pessoas, cheguei em casa tarde — reclamo contando nos dedos — e ah, tive só cinco horas de sono. Além de que, agora todo mundo me acha uma vadia. — digo tudo isso conforme vou me lembrando da noite passada.

Vergonha. É isso que sinto.

— Mas você tá brava? Achei que ia chegar um pouco mais feliz.

— Como que eu vou ficar feliz com isso?

— Lyssa, por favor né? Ontem você se libertou. Se libertou e fez o que muitas queriam ter feito. Superou o boy. — ela diz com a maior calma — e também, quem liga?

— Eu ligo. — na verdade, eu, meus pais, meu irmão, e quase todo o resto da minha família ligam para isso.

Mas Val não.

Valerie é uma garota empoderada. Sem vergonha na cara. Se comporta livremente. Ela não liga em ser chamada de vadia, aparentemente. Sempre festejando, sempre comemorando, sempre julgada. Ela é constantemente xingada de “puta“ por seu comportamento. Algo completamente ridículo e machista que fazem com ela. Mas ela não se abala. Não deixa que a definam por isso.

Ela não se abala. Mas eu me abalo. E muito.

Não aguento ser assunto de outras pessoas. Definitivamente não. E o que eu fiz ontem a noite, acabou por me colocar como um dos novos alvos de fofoca da campus. Eu tenho uma reputação: “A garota simpática e nerd”. E eu queria poder ter mantido ela por mais tempo na faculdade ao menos.

Mas não, eu fui e joguei toda minha reputação para os ares.

— Tá, tá... já decorei que você é tímida demais pra essas coisas. Mas você não gostou nem um pouquinho?— Valerie questiona, com esperanças.

Eu gostei? Naquele momento, sim. Mas depois, obviamente não. Afinal, acordar de ressaca e com seu responsável extremamente irritado com você não é nada legal.

Como resposta, dou de ombros. E antes que Valerie diga mais alguma coisa, o professor chega e começa a aula.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 4

Imagem da cena

[…]

Assim que a aula acaba, Valerie e eu vamos direto para a praça de alimentação. Os olhares recaem sobre nós, eu me incomodo, e Val finge que nem viu. Procuramos com o olhar as meninas com quem sempre almoçamos.

— Lyssa! Val! — Megan exclama animada ao me ver ao lado de Valerie. — Venham, meninas! — ela aponta para as cadeiras ao seu lado.

— Meg! Cá! — Val me puxa pelo braço e nos sentamos onde foi apontado, ficando de frente para a garota e Carol, que está entretida demais no celular para prestar atenção na sua irmã.

— E aí meninas? Como foi a aula de vocês? — a loira questiona, alegre como sempre. Carol somente olha e sorri, focando no seu celular.

Valerie solta um muxoxo, indicando sua irritação com a aula. Ela detesta o curso de administração, mas o faz por pura e simples pressão dos pais.

— De boas. — eu dou minha resposta, ganhando uma Megan levemente insatisfeita com nossa falta de informações. Certamente ela queria saber sobre seu irmão, mas eu não estava com vontade de falar sobre sua falta na aula.

— Ah... você tá melhor Lyssa? — a loira muda de assunto. — da ressaca.

Assinto com a cabeça dando um pequeno sorriso à garota. Logo ela se embala em um assunto extremamente interessante com Valerie e eu foco em Caroline. Minha irmã está ocupada o suficiente no seu celular para me ignorar.

— Ei — chamo sua atenção — o que tem de tão bom aí pra você esquecer sua irmã? — questiono irônica, tentando puxar papo com ela.

— Ah, nada demais. — Carol responde indiferente.

— Nada demais, é? Então me dá atenção aqui.

— Tá carente hoje, Lyssa? — Carol questiona, divertida — Você nunca quer puxar papo.

Continua depois da publicidade
  • — Talvez eu sempre queira, mas você nunca me dá atenção... — mando uma indireta sem essa ser intencional. Logo me repreendo internamente por isso, mas Caroline não parece se abalar.
  • — Não fala isso! Eu sempre quero conversar com você! Quem não ajuda na relação é a senhorita. — digo um tanto ofendida. Mas Caroline não parece se abalar com minha reclamação.

Cena 5

Imagem da cena

Ela dá de ombros e volta a mexer no aparelho. Minha tentativa de aproximação foi falha com sucesso. Sem mais o que fazer, peço minha comida, seguida pelas meninas que se esqueceram totalmente desse fato, e damos início a um almoço. Que corre pacificamente, tirando pelos olhares sem pudor algum que eu recebo.

Mas como alegria de pobre dura pouco, minha paz rapidamente se vai quando o time de futebol se aproxima da nossa mesa e começa tudo de novo.

— E aí meninas?

Continua depois da publicidade
Gostou do capítulo?

Continua no próximo capítulo

Oie!
Então, esse é o primeiro capítulo da minha estória, Living. Eu comecei postando ela no site normal do Quizur, e ela ainda vai continuar por lá. Só postei o primeiro cap. aqui para fazer um teste.
Portanto, só quero que vocês que me digam o que acharam, e se preferem se eu continue aqui, ou lá.
Bye!

- conta desativada
Próximo Capítulo / Continue jogando

Adicione à sua biblioteca para ser notificado(a) de novas publicações!

Próximo
O que você achou deste capítulo?
Tecno Ninja

Tecno Ninja Você escreve muito bem =) Já estou seguindo. Eu vou voto pra continuar por aqui >.<

26/07/20 4 ResponderMais
Clara luna

Clara luna Como consegue?

2/08/20 1 ResponderMais
Mah

Mah Escrita maravilhosa amiga 💕

29/07/20 1 ResponderMais
conta desativada

conta desativada Eu amei demais! E acho que fica melhor por aqui

27/07/20 1 ResponderMais
sᴛʀᴀᴡʙᴇʀʀʏ

sᴛʀᴀᴡʙᴇʀʀʏ Mano não entendi nada 🤡

30/07/20 1 ResponderMais
Clara luna

Clara luna Perfeita essa menina!

2/08/20 1 ResponderMais
Mah

Mah Aguardando os próximos eps 💛

29/07/20 1 ResponderMais
˗ˏˋ 𝚟𝚒𝚟𝚒 ˊˎ˗

˗ˏˋ 𝚟𝚒𝚟𝚒 ˊˎ˗ continua por aqui, tá muito bom, vc escreve bem demais 💕

10/08/20 1 ResponderMais
Above The Sky

Above The Sky Seguindo, continua aqui!!!

26/07/20 1 ResponderMais
Cancelar