Meu colega de quarto
16

Meu colega de quarto Capítulo 17

As máscaras estão caindo - Cap 16

Publicado em 29/05/2021

Indicação de música: Alexander 23 - IDK You Yet

Episódio exclusivamente novo

Continua depois da publicidade

Cena 1

-------------------------------------BRYCE----------------------------------------

17 de Junho, quinta feira
19:23 PM

Olívia está chorando abraçada ao meu corpo, ainda estamos paradas na porta do quarto. Não acho que tenha ouvido certo, meu corpo com certeza não assimilou completamente a notícia, Olívia estava... grávida. Se eu estava assim, nem imagino como ela deve estar, passo os braços ao seu redor e a aperto em um abraço. Coloco a mão em seus cabelos e faço movimentos para acalma-la.

- Tá tudo bem - falo tentando consolar - Vai ficar tudo bem.

- Não vai, B - ela diz com a voz embargada - Nada tá bem.

Só agora me dou conta de que estamos ainda no corredor e qualquer pessoa poderia passar e escutar a conversa, olho para dentro do quarto e vejo Hunter sentado na cama analisando a situação e o por que de Olívia estar nesse estado, por sorte Olívia não parece ter notado que Hunter estava deitado na minha cama e que eu vestia uma camisa dele. Puxo ela para dentro do quarto.

- Pode nos dar uns minutinhos a sós? - falo na direção de Hunter, ele parece hesitar - Por favor - talvez tenha visto a preocupação em meu rosto por que ele apenas acena com a cabeça, levanta da cama vai até sua mala e veste uma camisa, em seguida sai do quarto.

Levo Olívia até a minha cama e ela se senta, me sento do seu lado e me viro para ficar de frente pra ela.

- Eu não sei o que fazer - ela diz tentando secar as lágrimas.

Eu não sei o que falar, baseado em sua reação com certeza não devo parabeniza-la, mas também não sei o que dizer em uma situação como essa, então opto por apenas lhe dá apoio.

- Você tá pensando em tirar...? - pergunto.

- Não, não.. não sei - ela diz imediatamente - Eu só... isso não passou pela minha cabeça em momento nenhum.

- Certo - aceno com a cabeça, ficamos em silêncio por um momento.

- Se o teste estiver realmente certo - ela pensa por mais um segundo - Eu vou ter, até o fim, irei em frente com isso - lágrimas começam a escorrer por seu rosto - Eu só não... eu estou confusa com tudo isso.

- Tudo bem Liv - digo - Você tem motivos e todo o direito de ficar confusa.

- É a minha família - ela diz por fim - Eu não sei o que eles farão.

- Ao inferno se eles não te apoiarem - falo sinceramente - Você sempre se virou sem eles, ganhou seu próprio dinheiro, bancou quase todo o seu estudo, você não precisa de nenhum tipo de aprovação deles.

Olívia sempre trabalhou desde muito nova. A família dela tinha dinheiro, muito dinheiro e de alguma forma nunca a apoiaram em nada, mas ela nunca se ressentiu disso, nunca se humilhou e só pegava quando era extremamente necessário. Ela começou a trabalhar no ensino médio, ela pensava em cursar teatro desde cedo, mas sabia que sua família não apoiava o curso, então juntou dinheiro e bancou sozinha todas as despesas da universidade, ela ainda faz uns bicos aqui e ali e mantém um emprego de meio período.

- Eu não acho que aguentaria se eles resolvessem me deixar sozinha nisso também - ela diz secando as lágrimas novamente.

- Você tem a mim - digo indignada - Eu amarei essa criança incondicionalmente e você sabe que sempre apoiarei você e ela emocionalmente e financeiramente também - solto por fim - E você também tem o Dean, e Alissa, e Ben e até Hunter - antes da viagem Olívia e Hunter sempre foram mais próximos do que eu era dele - Você nunca estará sozinha.

- Eu sei, eu sei - ela diz com um pequeno sorriso - E por isso amo vocês, mas... tudo bem - ela respira profundamente - Vai ficar tudo bem, eu posso lidar com isso - ela pega minha mão e aperta - Se você estiver comigo eu posso lidar com isso.

A abraço, apoiaria ela em qualquer circunstância. Ficamos abraçadas por um tempo e por fim me afasto.

- Olha - digo cautelosamente - Isso não influência em nada mas preciso que me diga, quem é o pai?

Ela para por um instante e parece refletir se me contaria ou não, por fim se mexe e faz menção de abrir a boca para dizer, mas um som chama minha atenção.

TOC TOC TOC

Alguém bate na porta, droga. Olívia se encolhe e percebo que toda a sua vontade de me dizer qualquer coisa se esvai.

- Só mais um minuto Hunter - grito.

TOC TOC TOC

Solto um suspiro de frustração e me levanto da cama, Hunter tem a senha por que ele não entra de uma vez?

TOC TOC TOC

Abro a porta e encaro um Dean sorridente me olhando.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 2

17 de Junho, quinta feira
19:42 PM


- O que foi? - digo levemente irritada por ter sido interrompida

- Encontrei o Davenport e ele me disse que o clima aqui estavam muito tenso - ele diz com um sorriso habitual na boca - Então me enviei para levantar o astral de vocês.

- Dispenso - digo e faço menção de fechar a porta.

- Espera, espera - ele coloca a mão para dentro do quarto para me impedir de fechar - Estou preocupado - seu tom muda completamente e fica sério - Tá tudo bem?

Eu não estava sendo justa, Dean também era amigo de Olívia tanto quanto eu, ele também tinha o direito de se preocupar tanto quanto eu, suavizo minhas feições e me preparo para dizer algo mas sou impedida por alguém que diz atrás de mim.

- Ah, tudo ótimo - Olívia diz em um tom levemente descontraído - Você sabe Dean, é só a TPM me deixando inconstantemente emocional, vim jogar todo o peso dos meus dramas sobre a Bryce - ela diz com um tom gentil, ah, ela queria manter segredo por enquanto.

- Hunter parecia sério - Dean diz cautelosamente, ele ainda estava preocupado.

- Hunter não sabe lidar com mulheres, Dean - Olívia brinca e sorrio com a lembrança do que tinha acontecido apenas algumas horas atrás, Ahhhh ele sabia, mas me abstenho de comentar.

- Então tá tudo bem mesmo? - Dean pergunta e me sinto um pouco culpada por não lhe contar a verdade, mas a notícia não era minha e eu não tinha nenhum direito de contar a ninguém já que Olívia ainda não queria contar, ela contaria na hora certa, então me calo.

- Sim, tudo ótimo - Olívia diz com um sorriso no rosto, ela se vira para mim - Temos uma festa para ir, te vejo lá?

Aceno a cabeça devagar, ela acena de volta e passa por Dean, dá um tapinha em seu ombro e vai em direção ao seu quarto.

- Isso foi estranho - Dean fala, levemente espantado.

Sorrio para a inocência que seu rosto estava estampando.

- Você nunca se acostumou - digo levemente sorridente e saio de perto da porta e entro mais no meu quarto, Dean vem atrás e fecha a porta.

Vou até a mala e procuro uma roupa para voltar para a festa.

- Você tem 10 minutos antes que eu me canse de esperar e vá embora - Dean diz enquanto deita na minha cama e fica mexendo no celular.

Mostro o dedo para ele mas entro no banheiro, fecho a porta e me arrumo.

10 minutos depois termino de me arrumar.

Continua depois da publicidade
  • blusão
    blusão

Cena 3

Imagem da cena

17 de Junho, quinta feira
21:56 PM


Eu já estava na festa tinha um bom tempo, depois que me arrumei, Dean e eu passamos no quarto de Olívia e viemos juntos para a festa no carro de Dean. Todos estavam aqui e a casa alugada estava lotada de gente, a maioria da nossa faculdade, alguns de outras. Por sorte os caras do time de hóquei da CL não estavam aqui dessa vez, Jenna por fim deve ter voltado ao seu juízo normal.

Vi Hunter mais cedo quando fui ao banheiro no andar de cima e ele surpreendentemente apareceu e me puxou contra uma parede e me beijou intensamente, voltei para baixo e estava agora na parte de fora da casa, na área da piscina.

Dean, Ben e Hunter estavam conversando com algumas pessoas dentro da casa e Olívia e Alissa estavam conversando animadamente com um grupo de garotas, que imagino serem do curso de teatro, perto do lado oposto de onde eu estava. Eu estava perto de uma mesa de bebidas a poucos metros da piscina conversando com alguns conhecidos da JH.

Estávamos conversando normalmente quando vejo um movimento na pequena entrada que tinha do lado da casa onde quem quisesse entrar na quintal da piscina não precisaria passar por dentro da casa. Olho de relance apenas para ver o por que do movimento, então o vejo, Ethan.

Xingo baixinho, ele tinha um monte de caras ao seu redor, se eu não os conhecesse poderia identifica-los apenas pelo porte físico, o time de hóquei da CL.

Mais que merda, meu olhar se cruza com o dele e um sorriso torto nasce em seus lábios, então ele pisca um olho. Filho da put**. No lago até que era possível ele e Dean não se encontrarem, mas aqui... eu já estava andando antes que me desse conta, não na direção de Dean para tentar avisa-lo, nem na direção de Ethan para tentar manda-lo embora antes que uma merda gigantesca acontecesse, eu não podia fazer isso, a festa não era minha afinal. Então fui na direção de Jenna, ela teria que dar um jeito nisso, já que tecnicamente ela foi quem causou tudo.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 4

Imagem da cena

17 de Junho, quinta feira
22:06 PM


Vejo ela conversando com um grupo de garotas e não dou nenhuma explicação quando a puxo pelo braço e a levo até um canto isolado perto da piscina.

- Que merda é essa? - ela exclama e puxa o braço do aperto da minha mão.

- Que merda VOCÊ tá fazendo? - digo já irritada.

- Tem que ser mais específica, querida - ela diz com um tom de deboche.

Fecho minhas mãos em punhos para suprimir a vontade de dá um tapa bem maravilhoso em sua cara.

- O Ethan, Jenna - digo quase cuspindo os dois nomes - O que caralhos o Ethan e o time de hóquei estão fazendo aqui?

- Achei que vocês gostariam de se ver - ela diz com um sorriso nos lábios - Soube que se davam muito bem, você e ele.

- Então você o convidou mesmo sabendo que o seu namorado o odeia mais que tudo apenas para me fazer se sentir mal? - concluo por fim e minha cara se fecha.

- Ah não seja tão dramática, Dean e Ethan não se dão bem apenas por que você os colocou um contra o outro, você parece gostar de ter a atenção de todos, achei que gostaria se eles acabassem brigando para decidir quem era é mais importante para a querida Bryce - ela diz.

Penso no que ela acabou de falar e dessa vez sou eu que solto uma risada, ah isso era engraçado.

- Você é tão patética - sorrio e olho em seus olhos - Deixe eu te falar uma coisa que esqueceram de te contar sobre Ethan e Dean, eles nunca se deram bem e não foi apenas depois do fim do meu relacionamento foi muito antes disso, ninguém ao menos sabe o verdadeiro motivo além dos dois - o sorriso no meu rosto se alarga - Então você vai perceber, querida, que o problema dos dois não gira em torno de mim e que na verdade a sua tentativa de me deixar mal vai acabar afetando mais o seu relacionamento do que a mim.

- Mas eu não tentei te deixar mal, B - ela diz e o sorriso não sai de seu rosto de jeito nenhum - Na verdade eu quero que vocês se deem bem, até torço para vocês voltarem, soube que foi nesse tempo que você mais se afastou - ela estava brincando com um copo em sua mão.

Ah, era isso. Ela quer que Ethan e eu reatemos para eu me afastar de Dean. Ah, o sorriso em meu rosto apenas cresce.

- Vocês são iguaizinhos, você e Ethan - digo e o sorriso no seu rosto diminui - Tão inseguros e possesivos, inventando motivos para brigar e tentando sabotar as amizades dos seus parceiros, olha como terminou o meu relacionamento -
suspiro ironicamente e sorrio ainda mais com a ideia.

Me aproximo dela e pego uma mexa de seu cabelo em meus dedos.

- Tola - digo com um tom perigosamente gentil nos lábios - Eu vou ficar muito feliz quando o seu relacionamento acabar graças a sua ignorância e idiotice, e vou ficar ainda mais feliz quando você perceber que a culpa disso é exclusivamente sua e que não mexi um dedinho, que você assim como Ethan estragaram as coisas com ciúmes absurdos e que relacionamentos insignificantes não se comparam a amizades verdadeiras. Ethan aprendeu isso no fim.

O sorriso em seu rosto some. Ótimo.

- Dean não terminaria comigo por esse motivo besta - ela diz, agora séria.

- Ele já terminou relacionamentos mais longos e intensos por muito menos - falo por fim.

- Me deixe te dar um conselho de alguém que conhece Dean há muito mais tempo que você - sorrio - Digamos que você tem uns 10 minutos antes de Dean sair por aquela porta e dar de cara com sua surpresinha aqui fora - argumento - Então você tem 10 minutos antes de perder o seu namorado, sugiro que conserte essa merda antes disso - olho para o meu relógio para dar ênfase - Se apresse, querida.

Ela não diz nada e parece por fim perceber o que fez, fecho minha cara e passo por ela indo na direção da casa para tentar manter Dean lá dentro. Mas algo me impede.

Sinto uma pressão em meu braço e logo o impulso, então segundos depois eu estou na piscina. Alguém me empurrou na piscina.

Jenna me empurrou na piscina.

Continua depois da publicidade
Gostou do capítulo?

Continua no próximo capítulo

Próximo Capítulo / Continue jogando

Adicione à sua biblioteca para ser notificado(a) de novas publicações!

O que você achou deste capítulo?
alinaa

alinaa eu esperei tanto por esse momento

29/05/21 10 ResponderMais
Taina Santos

Taina Santos Essa Jenna e uma filha da p**a mesmo, que 🐍🤬

29/05/21 9 ResponderMais
Marina

Marina JENNA EU TE MATO

29/05/21 5 ResponderMais
Escritora2.0

Escritora2.0 1°: Ameii! O capitul está muuuuuito bom!

2°: As palavras da Bryce para a Jenna foram tipo: UOOU TOMA NA SUA CARA

3°: Essa v**ia e recalcada da Jenna, ela não aguentou e jogou a Bryce na piscina, mas que recalcada!

29/05/21 5 ResponderMais
Sofhia Gomes

Sofhia Gomes Quando sai o próximo ??

29/05/21 2 ResponderMais
alinaa

alinaa finalmeeeeenteeeeeee

29/05/21 2 ResponderMais
mah_kkkkkkkj

mah_kkkkkkkj como faz pra matar a jenna tipo so quero isso

30/05/21 1 ResponderMais
Sofhia Gomes

Sofhia Gomes Perfeito

29/05/21 1 ResponderMais
Mari

Mari 😍💚

29/05/21 1 ResponderMais
Moana de Chernobyl 👑🦋

Moana de Chernobyl 👑🦋 Vacaaaaa 😑😤

29/05/21 1 ResponderMais
Cancelar