Catástrofe
14

Catástrofe Capítulo 35

🌚Beta-HCG🌚

Publicado em 14/05/2022

💥Tem playlist de Catástrofe no Spotify nome: Catástrofe - Playlist Oficial💥

Sarah Becker-Hoffmann, uma jovem de 20 anos, herdeira de tudo o que é mais sagrado —ou melhor, da máfia de sua família— acaba por conhecer seu noivo. Arranjado, por sinal.
“Por que diabos tenho que me casar?!”
•••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••
Joshua Dubois-Chaput, de 23 anos, um mulherengo, fuckboy, galinha, herdeiro da máfia Dubois-Chaput, só pensa em se divertir sem consequências, afinal, sempre foi assim: se ele se dá mal, o pai o livra das consequências.
Uma viagem à Alemanha não parece má ideia até que lhe digam o propósito desta.

Só uma coisa pode acontecer: catástrofe.

👀ESSA FIC PODE CONTER👀
-linguagem inapropriada
-Insinuação sexual
-Violência
-Uso de tabaco, álcool e drogas ilícitas

✅FIC CRIADA POR MIM E SOMENTE POR MIM✅
😉PLÁGIO É CRIME😉

Continua depois da publicidade

Cena 1

Nos acomodamos nos assentos que compramos em seguida.
Joshua- Nossa, que fome!
-Acabou de comer, não é possível.
Joshua- Eu comi um burrito, isso é o mesmo que nada para mim.
-Sim, mas ainda comeu.
Joshua- E ainda estou com fome.
-Então espere a aeromoça passar com os cardápios e peça alguma coisa.
Ele me olha atravessado, mas beija minha bochecha em seguida.
Joshua- Está brava.
Não foi uma pergunta, ele apenas…constatou isso.
Joshua- Por quê?
-Não sei. Estou sem paciência e de mau-humor hoje.
Joshua- Isso se chama “ressaca”, minha linda.
-Então me deixe quieta com minha ressaca.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 2

A aeromoça chega com um carrinho cheio de cardápios em cima do mesmo, Joshua pega um e lê cada prato em voz alta. Sei que está me provocando, mas ainda quero comer…
-Camarão, é?
Joshua- Pensei que não estivesse com fome, comeu um taco inteirinho…
Idiota.
Lhe lanço um olhar fumegante e meu marido ri, pedindo um risoto de camarão para ele.
-Eu vou querer o mesmo que ele, por favor.
Aeromoça- Logo trarei seu pedido, boa tarde.
A mulher segue para outras áreas do avião e nos deixa sozinhos novamente. Algo não está certo comigo, sinto isso me arranhando os ossos, moendo meus órgãos.

Dou a primeira garfada no risoto que cheira muito bem, por sinal. Mastigo, sentindo o camarão ser transformado numa massa por meus dentes. Engulo o que mastiguei, sentindo aquele bolo de comida descendo por minha garganta, caminhando até meu estômago, rodopiando junto ao taco que comi a certo tempo, escalando as paredes do órgão, subindo por minha garganta, correndo até minha boca…eu vou vomitar. Bem aqui, na frente de um monte de gente.
Tapo os lábios e corro até o banheiro mais próximo, fechando a porta e botando tudo para fora, em vários jatos fedidos.
Limpo o rosto, bochecho com a água da pia para tentar disfarçar o gosto de vômito, e saio do banheiro, voltando para o assento ao lado de Josh.
Joshua- O que foi que houve?
-Eu vomitei.
Joshua- A gente bebeu tanto assim ontem???
-Aparentemente, sim!
Joshua- Mas sua cabeça, como é que está?
-Não dói, não.
Joshua- Então…que ressaca é essa, que não dói a cabeça??
-Sei lá!
Joshua- Você…ai meu Pai.
-O que foi??
Joshua- Você menstruou já???
-Ainda não, estou ovulando…por quê??
Joshua- Sarah, e se eu te…
-De ontem para hoje? Impossível, Josh.
Joshua- E a gente por acaso só transou ontem??
-Você tem um ponto.
Ficamos calados por um momento, medo e alegria surgindo lentamente em mim.
Percebo que o rapaz ao meu lado sorri, feliz com a possibilidade.
Joshua- Quando chegarmos à Grécia, vou comprar uns testes para você fazer.
-Prefiro ir direto no hospital, é melhor do que gastar mais comprando testes de farmácia.
Joshua- Você quem sabe, eu vou te acompanhar, não importa aonde vá.

Continua depois da publicidade
  • Avançar

Cena 3

Imagem da cena

Estamos esperando o resultado do exame de sangue sair para podermos saber o que está havendo aqui dentro.
Um enfermeiro me entrega os papéis com o resultado e eu respiro fundo, me preparando para a decepção.
Joshua- Ei, o que foi?
-Nada, eu só…só estou me preparando para um “negativo” quanto à gravidez.
Joshua- Não vai ser negativo, eu sinto isso. Quer que eu abra?
-Não, eu consigo.
Desdobro a folha branca e não leio quase nada além do meu nome, pulando para o fim do diagnóstico, onde tem a resposta para tantas perguntas.
Em resumo, eu estou grávida. Tão grávida quanto posso estar!
Dou um pulo da cadeira e grito de alegria, todos presentes franzem os cenhos, estranhando a minha loucura.
-Conseguimos!! Vida, eu estou grávida!
Joshua- É sério???
-Sim!!
Joshua- Uhuuuuuuu!!! Esse é o segundo melhor dia da minha vida, juro pela minha alma!
Beijo ele, chorando e em euforia.
Teremos um bebê.
Seremos pai e mãe mais uma vez.
Eu serei mãe.

Continua depois da publicidade
Gostou do capítulo?

Continua no próximo capítulo

<33333

- Ana Riddle
Próximo Capítulo / Continue jogando

Adicione à sua biblioteca para ser notificado(a) de novas publicações!

O que você achou deste capítulo?
Delirou é?

Delirou é? ELA AI SER MÃE MDS MDS MDS AMEIII

1d 2 ResponderMais
Isabelle Cardoso

Isabelle Cardoso Aaaaaaaaaaaaaaaaa ela vai ser MÃE

1d 1 ResponderMais
Tayná bf

Tayná bf Aaaaa que lindoooo

1d 1 ResponderMais
Cancelar